Publicidade
Entretenimento
Vida

Gabriel o Pensador em forma e ‘Sem crise’

Fazia sete anos que o rapper não lançava um álbum de inéditas 23/12/2012 às 16:21
Show 1
Gabriel O Pensador
OMAR GUSMÃO Manaus

O Pensador voltou. De pois de sete anos sem lançar um disco, Gabriel o Pensador apresenta “Sem crise”, oitavo CD de sua carreira, no qual confirma sua vocação para fazer “prosa e verso”, como explica na letra de “Linhas tortas”. “A única atualmente crise é tempo para administrar tudo o que eu faço”, disse, em entrevista a A CRÍTICA, referindo-se ao título do CD: “Sem crise”.

E para provar que realmente está sempre se envolvendo em um novo projeto, Gabriel conta que, com a turnê do novo disco, criou mais um. “Nessa nova turnê, o bicho vai pegar. Inventei mais uma que é um projeto paralelo aos shows, uma batalha de rap antes das apresentações, para abrir espaço para os novos rappers, para sentir a energia da nova geração”, conta.

Mas, não foi a dificuldade de administrar os projetos que o deixou longe dos estúdios de gravação, confessa o Pensador. “Foi a falta de pressa mesmo. Foram dois anos de turnê do ‘Cavaleiro andante’ (CD anterior), mais dois anos fazendo música para criança, projeto que vai sair em DVD, e o ‘Sem crise’ foi saindo bem aos poucos”, conta.

CobrançaPara que o CD chegasse às prateleiras foi necessário um pouco de pressão “externa”. “Nos últimos meses, começou uma cobrança para o disco sair até antes do fim do ano, Mudei de empresário e isso foi bom. Já que a gravadora é minha, tem que ter alguém cobrando”, afirma.

O disco traz um Pensador em forma. Continua fazendo bem o que sempre soube fazer: dar voz, em forma de rap, a um pensamento crítico que não vem da periferia, mas da Zona Sul carioca. Essa, aliás, é uma das principais características – e trunfos – de Gabriel: seu rap se diferencia por ter uma acidez diferente, de quem não vive em favelas ou guetos.

E dessa vez, as bases eletrônicas aliadas ao flerte com a MPB emolduram os versos de maneira mais madura. A sonoridade do Pensador está mais sofisticada. E o seu rap continua cumprindo a função pop de fornecer hits para tocar nas FMs e de criar frases que acabam grudando na cabeças e se tornando bordões. Isso ele sempre soube fazer e mostra que continua sabendo. Não por acaso, o nome do disco é “Sem crise”.