Publicidade
Entretenimento
Vida

Gastronomia de primeira na capital peruana

Um tour gastronômico pela metrópole dá a oportunidade experimentar diversos sabores da culinária do Peru  02/12/2012 às 17:35
Show 1
Os prazeres da boa mesa em Lima fazem com que o turista coma muito bem durante sua estada na capital peruana
Júlio Ventilari ---

Os destinos turísticos na América Latina ainda continuam dividindo opiniões de viajantes, principalmente entre aqueles que se acostumaram, por exemplo, a incluir Miami, apelidada de “Quintal de Manaus”, em seus roteiros de viagem. Uma visita a Lima, no Peru, pode trazer uma grata surpresa, sobretudo no quesito gastronomia. A culinária peruana vem ganhando cada vez mais status internacional devido à grande variedade de ingredientes oriundos dos Andes e do mar, que, misturados às influências europeias, africanas e asiáticas dos seus imigrantes, transformam-se em uma receita perfeita para agradar aos mais sofisticados paladares.

O tour gastronômico é uma das opções de lazer na capital do país. O turista é levado a desvendar os prazeres da boa mesa local a partir do mercado que fica em San Isidro, um dos 43 distritos que formam a Província de Lima. O passeio até o lugar vale muito para quem gosta do que é belo. Conhecido como “jardim” de Lima, tem muitas áreas verdes, com lindos canteiros de flores de diversas espécies, residências luxuosas, assim como bares e restaurantes que atraem muitos frequentadores.

A exemplo de outros mercados de Lima, esse é também aberto ao público em geral. Quiosques e pequenas cabinetes oferecem ao comprador produtos diferenciados. Nenhum supermecado peruano tem a variedade do mercado. Frutos do mar, frutas, ervas, legumes e outros itens usados por chefs e famílias ricas e da classe média do país para a composição de deliciosos pratos são encontrados no pedaço.

Um dos apredizados que o turista recebe nessa primeira parada é como saber se a ostra está fresca para preparar o tradicional ceviche. Aberta a concha, o molusco não se desprende com facilidade. Se isso acontecer, está estragado. Feito isso, a ostra fresca é temperada com limão e sal é perfeita para o consumo, digamos, de maneira mais informal. Uma boa dica é beber ali em uma lanchonete um suco misto, preparado com sumo de várias laranjas, beterraba, piña, melão.

Rosa Náutica


Depois dessa básica aula, a próxima etapa é o Rosa Náutica, um restaurante cuja paisagem da natureza faz os olhos do cliente vibrarem de muita emoção. Imagine como é comer cercado por todos os lados das ondas do Pacífico. Com vários ambientes, tem um atendimento de primeira qualidade, até porque há salas para servir grupos pequenos. A cinematográfica casa com estilo inglês foi construída no início do século passado sobre o oceano.

Embora na grande maioria dos dias do ano Lima tenha uma paisagem cinzenta e fria, a sorte de contemplar um pôr do sol no Rosa Náutica é uma oportunidade única para qualquer um. Aliás, ele combina muito com Miraflores, onde, entre outras atrações, está o Parque do Amor, decorado com bancos de mosaicos coloridos parecidos com os que se veem no Parque Güell, em Barcelona, um dos projetos arquitetônicos assinados por Gaudí.

Antes ou depois da refeição, uma caminhada pela orla pode terminar no Larcomar, um shopping construído entre as rochas. A vista panorâmica do local é muito linda. Se não quiser fazer compras, é só sentar em um dos bares e restaurantes de frente para o mar e contemplar o cenário.

Conjugar o verbo comer em Lima é comum. Entre outros bons restaurantes estão o Alfresco, Astrid y Gaston, Pescados Capitales, Panchita, La Red, Mangos, para citar alguns.

Uma noite diversificada

Onde ir em Lima à noite? Lugares não faltam. Em Barranco, uma espécie de Lapa na capital peruana, tem o Picas Em Todos os Sentidos. Um lounge muito charmoso, decorado com muita criatividade – entre as peças que chamam atenção estão os lustres confeccionados com ferro e garrafas recicladas. São servidas no pedaço bebidas tipicamente peruanas, como o pisco sour.

Casais que vão a essa área devem atravessar a Ponte dos Suspiros, uma construção de madeira de 1876. Um registro fotográfico romântico ali é simplesmente perfeito.

O histórico Juanitos é a referência boêmia de Lima. Existe há mais de 70 anos. O lugar, mistura de bodega e bar, é ideal para longas noites de papo regado a cerveja gelada e sanduíches.

Para ouvir música contemporânea de primeira qualidade, La Noche é tudo de bom! O bar-discoteca tem uma programação diária de shows para todos os tipos de gostos: jazz, reggae, cumbia, rock, eletrônica. Enfim, Barranco ferve!

Mas a vida noturna da cidade não é exclusividade de Barranco. Miraflores reúne bares e discotecas frequentados por peruanos de todos os estilos e gringos que se movem em busca de um ritmo dançante.

A turma GLS adora se jogar na La Santa Sede, que oferece uma mistura de música pop, salsa e reggaeton.

Para quem gosta de jogos, um tour pelos cassinos se faz obrigatório. O La Hacienda, que faz parte da infraestrutura do luxuoso hotel de mesmo nome, é uma das boas indicações.

Serviço

Como chegar : Voos da Copa Airlines para Lima saem diariamente do Aeroporto Eduardo Gomes. Com conexões na cidade do Panamá tanto na ida quanto na volta. A Paradise é uma das agências locais que comercializam pacotes.