Publicidade
Entretenimento
Vida

‘Historietas assombradas’ estreia no Cartoon Network

A série brasileira, produzida pela Glaz Entretenimento e criada e dirigida por Victor-Hugo Borges, traz histórias de terror para o público infantil com um toque de humor 23/02/2013 às 10:01
Show 1
Terror e humor são dosados para o público alvo, mas pais também vão curtir
Mellanie Hasimoto ---

Histórias de terror, com personagens inspirados em filmes assustadores, mas com bastante humor. Essa é a premissa de “Historietas assombradas (para crianças malcriadas)”, que vai estrear no canal Cartoon Network no próximo dia 3 de março. Seria apenas mais um desenho animado, se não fosse pelo fato de que a produção da série é toda brasileira, baseada no premiado curta homônimo.

A nova série do canal é produzida pela Glaz Entretenimento e criada e dirigida por Victor-Hugo Borges, um dos mais premiados artistas no cenário da animação brasileira. “A primeira temporada terá 14 episódios, com exibição de dois por semana. Vamos mostrar um monstro diferente em cada episódio, mas não é uma narrativa de arco. Os telespectadores vão ver que existem elementos que vão agregando elementos a longo prazo, como alguns relacionamentos acontecem, e como um monstro influencia na história”, contou.

Avó e netinho

“O universo de “Historietas” consiste em uma bruxa bem velhinha e jovial, mas muito ranzinza, que tem uma loja online. Ali, ela vende poções mágicas, e usa o neto, Pepe, para entregar os pacotes e poções que ela prepara”, adiantou. E, a partir daí, existe o encontro dos personagens fixos da série com os monstros.

Malcriado e preguiçoso, Pepe tem contato diário com os produtos fabricados pela velhinha faz com que o menino viva aventuras repletas de humor, enfrentando monstros, espíritos e toda espécie de criatura sobrenatural.

Em sua companhia está seu cãozinho Ramirez, a meiga Marylou, os gêmeos siameses Guto & Gastón e o fortão Roberto, Juntos, eles enfrentarão desafios para lá de instigantes.

Terror

Para o criador da série, foi importante achar referências mundiais na hora de criar os monstros. “No primeiro episódio aparece a Loira do Banheiro, em uma visão nossa, claro. Mas procuramos monstros que tivessem relevância global”, disse. “Tem a Morte, que no nosso universo é uma motoqueira, o Diabo é um vendedor de videogames, o Pé Grande. Depois de estabelecermos a série, vamos tentar ousar e inserir monstros mais ‘regionais’”, ressaltou.

Os cânones dos filmes de terror, como a clássica menininha japonesa de cabelos compridos, as cenas no estilo “REC” e “Atividade paranormal” também têm vez na animação. “O humor é a prioridade, pois o terror é dosado de acordo com o público alvo, mas alguns episódios vão dar medo sim”, revelou.

Curta premiado

A animação “Historietas assombradas” surgiu a partir do curta-metragem homônimo, lançado em 2005, e que foi premiado como Melhor Animação no Vitória Cine Vídeo; Melhor Curta - Júri Popular no Festival do Rio; Prêmio TV Cultura no Festival Internacional de Curtas de São Paulo; entre outros. “Fiz o filme sem pretensão, e ele acabou recebendo muitos prêmios e fez sucesso no mundo inteiro”, revelou.

Mas, como a linguagem para o cinema é um pouco diferente do ritmo televisivo, Victor-Hugo Borges teve de fazer adaptações para o novo formato. “O curta é baseado em histórias dentro de histórias, achamos que poderíamos expandir o universo. Desde 2005 estamos pensando em uma fórmula que funcionasse para a tevê. E, após muitos testes, erros e acertos, finalmente achamos o formato”, completou.

Com a reformulação, desde 2011, a série animada tem um ritmo mais ágil e humor mais “histérico”, sem perder a essência do que está no curta-metragem.  “O roteiro também traz humor e referências para agradar tanto o público infantil, como os adultos”, ressaltou.