Publicidade
Entretenimento
Vida

Imaginário poético de Tácio de Melo ganha mostra

Costuradas por uma harmonia renascentista, as fotos da exposição vão retratar um personagem fictício, encarnado pelo performer Fabiano Barros, que agrega elementos da música e da performance para transmitir uma poética visual própria do artista 16/03/2013 às 12:19
Show 1
“A fotografia para mim não é só um clique, e sim um processo pelo qual quero transmitir um conceito", disse o artista
Rosiel Mendonça Manaus

Aos 23 anos, o fotógrafo e artista plástico amazonense Tácio de Melo alimenta com poesia e sensibilidade as ideias que cultiva no seu imaginário. No momento, ele concentra energias na formatação da sua primeira mostra, “Sinfonia na floresta”, que vai ocupar os espaços da Estação Cultural Arte & Fato a partir da segunda quinzena de abril. Costuradas por uma harmonia renascentista, as fotos da exposição vão retratar um personagem fictício, encarnado pelo performer Fabiano Barros, que agrega elementos da música e da performance para transmitir uma poética visual própria do artista.

“A fotografia para mim não é só um clique, e sim um processo pelo qual quero transmitir um conceito. Tudo contribuiu para esse trabalho, principalmente minhas experiências desde a infância com desenho, pintura e, mais recentemente, manipulação digital”, explicou Tácio, adiantando que o Arte & Fato vai ganhar uma ambientação diferente para a exposição. Sem fins lucrativos, o trabalho conquistou o apoio do proprietário da casa, Douglas Rodrigues.

Com poucos efeitos, para valorizar o contraste e o aspecto natural das imagens, o ensaio com o performer foi realizado em fevereiro do ano passado, nas ruínas de Paricatuba, utilizando uma Nikon D5100, equipamento considerado semiprofissional. O curioso é que os esboços do trabalho estavam prontos desde 2008.

Segundo o fotógrafo, a demora entre uma etapa e outra é fruto de um misto de falta de oportunidade, reconhecimento e questões financeiras. “Acredito que muitos artistas jovens estão na mesma situação, com um mundo guardado dentro de casa. No meu caso, as oportunidades vieram primeiro de fora, com propostas para expor em São Paulo, mas o que me prende aqui são os estudos”, contou ele, que é estudante de Publicidade.

Trilogia

O ensaio com Fabiano Barros é a primeira parte de uma trilogia sobre o imaginário “sinfônico” de Tácio de Melo. A segunda sessão de fotos será estrelada pela bailarina Hamyle Nobre e deve ser produzida até o fim deste mês. “Será um trabalho bem mais ousado e inusitado, algo que vai envolver técnicas de fotografia e iluminação para dar uma dimensão surrealista”, explicou o artista.

Os três personagens vão se encontrar, ainda, em uma quarta exibição, que vai reunir as melhores peças de cada mostra. “Vai ser algo cinematográfico, com uma linguagem visual que fará as pessoas sentirem a mesma emoção que tive quando coloquei em prática os trabalhos”, adiantou o fotógrafo.

Segundo ele, a música aparece como um fio condutor das produções, servindo de inspiração para as poesias autorais que acompanham a maioria das imagens. “É através desse processo de som, imaginação e escrita que a música clássica me dá motivações para executar os trabalhos”. Enquanto no primeiro ensaio o violino ganhou destaque, no segundo, um saxofone vai dividir os holofotes com Hamyle.