Publicidade
Entretenimento
#VALEI-ME

Sucesso na Internet, Irmã Zuleide ataca novamente em evento de Manaus

Personagem fictícia é sucesso nas redes sociais e chega para discotecar em festa na Estação Cultural Arte & Fato 21/04/2016 às 05:45 - Atualizado em 21/04/2016 às 07:30
Show irm  zuleide
Irmã Zuleide analisa tudo sob a perspectiva da religião. Com posts cheios de humor, ela conquista mais “fiés” / Foto: Reprodução/Internet
Artur Cesar Manaus (AM)

Ela atingiu os seis milhões de seguidores no Facebook no mês passado. Há muito mais tempo, porém, já pode ser considerada um fenômeno das redes sociais. Com o uso do humor e linguagens do universo evangélico, Irmã Zuleide vê a cada dia o número de “fiés” aumentar. Por trás do personagem fictício, uma pessoa que não revela a identidade de jeito nenhum, por suas apresentações de discotecagem são cercadas de mistério e atraem muitos curiosos. Nesse sábado, dia 23 de abril, ela desembarca novamente em Manaus e toca na festa “#VALEIME”, programada para acontecer na Estação Cultural Arte & Fato. A seguir você confere um bate papo rápido que a reportagem do BEM VIVER teve com Irmã Zuleide:    

Qual a expectativa pelo retorno a Manaus? O que mais gostou na cidade?

A expectativa gospel é a melhor possível, estou super aninada para tocar na festa #VALEIME mais uma vez, não é sempre que tenho a oportunidade de estar em uma cidade com jovens tão animados, tendo em vista a última vez que eu estive em Manaus. Gosto muito da energia dos jovens, e da primeira vez fiquei surpresa com algumas músicas super novas, lançamentos mesmo, que todo mundo já sabia na hora da festa.

O que as pessoas podem esperar da sua apresentação? O que não pode faltar no seu setlist?

Os jovens podem esperar por uma performance gospel muito agitada e sexy sem ser vulgar. Pretendo tocar do pop internacional ao funk carioca, sem medo de humilhar as inimigas e sempre afrontando satanás. Acho que não pode faltar no set Rihanna, Gaga, Anitta e Ludmilla.

Hoje há uma verdadeira febre de memes nas redes sociais. Você pode ser considerado um dos pioneiros do humor na web. Você acha que esse meio evoluiu ao longos dos anos?

Acredito que fui uma das primeiras a participar do humor nas redes sociais sim. A evolução foi notória, não só no que corresponde ao meu trabalho, mas também em diversas formas em relação ao público e aos influenciadores. Os memes, bordões, trejeitos e peculiaridades dos comunicadores, pessoas de mídia, dentro ou fora do humor, estão atualmente de forma muito significativa participando até mesmo da vida offline dos seus seguidores.

Nesse meio é permitido tudo? Ou você acha que esse tipo de humor deve ter um limite?

Acho que o humor deve ter limite, principalmente a partir do momento em que eu estou explicitamente ferindo os valores morais de uma determinada pessoa ou grupo. Qualquer humor que seja apelativo, acaba sendo pejorativo, sendo assim, nem um pouco saudável. Eita como eu tô intelectual. Ôh Glória!

Por que a implicância (kkk) com as sandálias gladiadoras?

Não é implicância, eu até vendo algumas, quero proporcionar estilo e conforto para as minhas seguidoras. Principalmente quando é para irmos na batalha em Jericó.

Todas as suas tiradas saem da sua cabeça ou rola de aproveitar uma conversa com amigo ou conhecido?

Acho que tudo que eu publico nas redes sociais, pelo menos 80%, é extraído das observações que eu faço nas atitudes e comportamentos dos jovens, dentro ou fora da Internet. O restante do conteúdo eu conto um pouco da minha vida, e acrescento com algumas imagens que eu acho que o povo de Deus vai rir.

Como a Irmã Zuleide está vendo o atual cenário político do País? Só com muita reza para resolver?

Sinceramente eu prefiro não opinar em nada. Acho Dilmanás uma safada sim, e os outros que tão querendo tirar ela são farinha do mesmo saco, alguns até piores. É muito difícil eu dar meu apoio a alguém, ou defender algum ideal quando todas as opções não são nem um pouco benéficas para o nosso País. Prefiro ficar orando.

Frases da Irmã Zuleide

“Solteira sim, sozinha também, com fome inclusive, com sono principalmente e cansada sempre. Só Jesus na causa!”

“O álcool é passado nas mãos pra gente ficar imune a várias bactérias, sou mais esperta e bebo logo a cachaça pra ficar imortal. Ôh Glória!!”

“A pessoa fica nessa de não assumir que gosta, some e volta, te prende, te solta. Isso é armadilha de satanás pra sabotar sua vida amorosa”.

Serviço

O quê: Festa “#VALEIME” com participação da Irmã Zuleide

Quando: Sábado, dia 23

Onde: Estação Cultural Arte & Fato (rua 10 de Julho, 443)