Publicidade
Entretenimento
Vida

Já em funcionamento, Livraria Leitura inaugura oficialmente nesta quarta-feira (27)

A livraria tem como proposta virar um ponto de encontro para um público altamente qualificado e que mesmo com o avanço das tecnologias, aderem aos objetivos mais simples 27/01/2016 às 10:04
Show 1
Entre os futuros eventos programados para o local, haverá clubes de leitura
isabelLe valois ---

“O livro não quebra, não descarrega e não chama atenção daqueles que o utilizam em lugares públicos. Ao folhear e sentir o cheiro de um livro, somos remetidos às boas lembranças e a sensações únicas, seja por quem nos presenteou, com ou sem dedicatórias, ou seja por meio de alguma indicação de leitura de alguém que admiramos”, com essas palavras, o sócio-proprietário da livraria Leitura, em Manaus, Fábio Passos, explicou por qual motivo decidiu abrir uma unidade na cidade, que será inaugurada oficialmente  hoje (27) de manhã.

Localizada no segundo piso do Amazonas Shopping, a Leitura traz para Manaus um conceito de centro de cultura e entretenimento para toda a família. As megastores oferecem uma enorme variedade de produtos, chegando a 50 mil itens entre livros, revistas, filmes, música, games, informática, papelaria, jogos e presentes. Além de contar com espaços de entretenimento como cafés, ambientes para leitura, sessões de autógrafos e eventos culturais.

A nova livraria tem como proposta virar um ponto de encontro para um público altamente qualificado e que mesmo com o avanço das tecnologias, aderem aos objetivos mais simples.

Com o fim da operação de CD’s e DVD’s nas lojas Bemol, a livraria Leitura é a única loja do Amazonas Shopping que ainda vende os produtos. “Inclusive já recebemos vários elogios de clientes pelo nosso acervo, devemos continuar a investir em vários tipos de mídias até mesmo em vinil, mas isso também dependerá da demanda do público”, reforçou o sócio-proprietário.

Fábio Passos informou que o resgate do vinil para os dias de hoje é um meio de apreciação da arte e cultura. “Com a época da digitalização perdemos esse romance de apreciação, principalmente de escutar uma obra completa. O resgate do vinil evidencia isso mais do que nunca. Tomo a oportunidade para parafrasear El Hombre, o dono da brasileira Polysom, a única fábrica de vinil na América Latina: “E sempre é bom lembrar: a digitalização está fazendo com que a música seja cada vez mais descartável cada vez menos perene. Isso não é apenas para colecionadores e saudosistas. É para quem gosta de música”, disse.

Em Manaus, a livraria é a 64ª da rede Leitura e a quarta na Região Norte, que abrange unidades nas cidades de Belém (PA), Palmas (TO) e Porto Velho (RO). Fora os bons preços praticados, para nova unidade o sócio-proprietário garante um bom atendimento para fidelizar o cliente, além de praticar uma política de envolvimento com a comunidade, uma forma de contribuir com o meio social. Eventos como contação de histórias para as crianças, campeonatos de games, clubes de leitura, lançamentos de livros e até oficinas devem ser planejados para este novo espaço.

Destaque

Para conhecer melhor a livraria Leitura é possível encontrar um pouco da história no próprio site (http://www.leitura.com/). No portal há uma aspa destinada ao blog. Neste local é possível encontrar várias dicas até mesmo para melhorar a prática da leitura. Diferentes de outras livrarias, na Leitura só é possível realizar a compra de qualquer produto na loja física.

Saiba +

Começo de tudo

Inaugurada em 1967 na Galeria do Ouvidor, em Belo Horizonte, vendendo livros novos e usados, a Livraria Leitura foi uma das primeiras do Brasil no conceito megastore, que consiste em lojas acima de 1 mil metros quadrados e grande variedade de produtos de cultura e entretenimento. Líder de mercado no ramo de livrarias em Minas Gerais, Centro-Oeste, Paraíba, Alagoas e Maranhão, a Leitura adotou uma política de expansão.