Publicidade
Entretenimento
Buzz

Joana Prado chama Wanderlei de amarelão e defende 'discursos' de Belfort no TUF

Joana Prado e Vitor Belfrot moram em Las Vegas, e enquanto o lutador realizava parte de sua preparação no Rio de Janeiro, a ex-modelo esteve entre os convidados VIP do UFC 146 neste sábado 29/05/2012 às 17:55
Show 1
Um dos casais famosos no mundo das celebridades, Joana Prado, a ex-Feiticeira, e o lutador de MMA Vitor Belfort moram hoje nos Estados Unidos, longe da badalação e próximos das melhores condições de treinos para o ex-campeão
UOL/ESPORTE ---

O fato de Vitor Belfort ter de se ausentar do card do UFC 147 devido a uma cirurgia na mão e adiar a revanche contra Wanderlei Silva não esfriou o clima entre eles. Muito pelo contrário. Até a mulher do carioca, a ex-Feiticeira Joana Prado, entrou na briga. No sábado, a ex-modelo acompanhou o UFC 146, em Las Vegas, e em entrevista ao UOL Esporte defendeu o marido das polêmicas vividas por ele no reality show TUF Brasil, alfinetando o curitibano. Na noite desta segunda, depois de Wanderlei colocar em dúvida a veracidade da lesão, foi além e atacou diretamente o lutador.

“Esse Wanderlei só sabe falar, mas já amarelou várias vezes para lutar com Vitor Belfort. E vem falar que meu marido é fanfarrão. Se duvidar o próximo oponente do UFC147 dele bate o recorde do Vitor de 40 segundos ou do Chris Leben de 20 segundos”, afirmou ela, via Twitter, citando reveses do curitibano e o fato de ele não ter aceitado um duelo entre eles em 2011.

Joana discutiu com fãs do rival no Twitter e até disse para um deles: “Acha que entende de luta, (mas) passou a assistir depois que a Globo passou a televisionar”. No entanto, fechou o assunto dizendo que gostou do debate e mandando beijos “até aos fãs do Wanderlei”. O lutador curitibano teria a revanche da derrota de 1998 para Belfort no próximo dia 23 de junho, no duelo de técnicos do TUF, mas o reencontro ficou adiado pela lesão do “Fenômeno”.

Joana Prado e Vitor Belfrot moram em Las Vegas, e enquanto o lutador realizava parte de sua preparação no Rio de Janeiro, a ex-modelo esteve entre os convidados VIP do UFC 146 neste sábado, em que Júnior Cigano defendeu o cinturão dos pesos pesados. Ela relembrou alguns dos assuntos mais quentes envolvendo Belfort no TUF e saiu em defesa dele.

Entre os vários momentos de intrigas entre os técnicos no programa, um dos primeiros foi quando Wanderlei provocou: “O Vitor pediu para ser chato e entrou três vezes na fila”. Ele se referia às longas falas do carioca, que é conhecido por proferir discursos em tom de lição de vida e com conceitos religiosos – Belfort é evangélico, assim como Joana.

Na opinião da ex-modelo, ver o comportamento de Vitor no TUF é motivo de orgulho. “Tendo hoje três filhos, eu acho que a mensagem que o Vitor passa é a mensagem que todo pai de família deveria passar”, disse Joana, ao UOL Esporte.

Ela ainda alfinetou Wanderlei: “Outros que não passam uma mensagem bacana é que deveriam se preocupar com os seus exemplos. O Vitor está fazendo o papel dele, está sendo ele, é muito bacana e estou orgulhosa dele” afirmou ela, que sempre se mostrou interessada e conhecedora do mundo do MMA.
 
Para Joana, o fato de Vitor se aproximar dos lutadores, treinar junto e trabalhar o psicológico deles fez a diferença nos resultados. As quartas de final acabaram com sete atletas do time do carioca passando adiante, enquanto Wanderlei classificou apenas um.

Ela também opinou sobre outra polêmica que opôs os treinadores durante o reality show. Belfort casou uma luta entre dois atletas com uma amizade antiga, Gasparzinho e Ronny Jason, o que revoltou Wanderlei Silva. Em uma discussão dentro do octógono, o curitibano defendeu que amigos não deveriam se enfrentar, a menos que o encontro acontecesse em uma possível final.
 
“O lutador de MMA tem que mudar este pensamento. Se um cara tem um cinturão, um amigo dele não pode querer ser campeão da mesma categoria?”, questionou Joana. “Não acho justo. É como o Vitor falou, nos Jogos Olímpicos amigos também entram em competição; então isso tem que acontecer no UFC.”
 
Joana Prado acompanha de perto a carreira do marido, principalmente após a mudança da família para os Estados Unidos. Ela trocou a fama pelo anonimato e, em Las Vegas, passou a ser a dona de casa da família, sendo responsável inclusive pela alimentação do lutador.

Em janeiro, após a vitória de Belfort sobre Anthony Johnson no UFC Rio 2, a ex-modelo chegou a invadir o octógono para comemorar com ele o triunfo. Agora, esperava poder assistir em Belo Horizonte ao segundo duelo do marido com Wanderlei Silva, mas a revanche da vitória avassaladora de Belfort em 1998 terá de esperar novamente. O casal pede para que o combate entre eles seja apenas adiado, mas o UFC já estuda quem será o substituto do carioca no UFC 147, no Mineirinho, em Belo Horizonte.