Publicidade
Entretenimento
Buzz

John Travolta tem provas de que não assediou sexualmente um massagista

Nesta segunda-feira (7), um homem identificado com o apelido de "John Doe", acusou Travolta de assédio sexual e pediu US$ 2 milhões por danos e estresse emocional 09/05/2012 às 08:26
Show 1
John Travolta
uol/celebridades ---

O ator John Travolta tem uma prova de que não assediou sexualmente um massagista em Los Angeles no dia 16 de janeiro. De acordo com o site TMZ, que exibiu uma foto comprovativa, o ator estava em Nova York no dia do suposto ocorrido -- com quase quatro mil quilômetros de distância de onde o massagista disse que ocorreu o caso --, tanto que ainda existe um ticket do restaurante em que Travolta almoçou no dia, mostrando até a gorjeta de 100 dólares que ele pagou.

Nesta segunda-feira (7), um homem identificado com o apelido de "John Doe", acusou Travolta de assédio sexual e pediu US$ 2 milhões por danos e estresse emocional.

O rapaz afirmou que, durante uma sessão de massagem no Beverly Hills Hotel, em Los Angeles, o ator tirou a roupa e tocou em seu órgão genital e, ao pedir que lhe masturbasse, contou que parte de sua fama e posição atual se devem a "favores sexuais" que realizou no começo de sua carreira.

No mesmo dia, os representantes de Travolta qualificaram o processo de "completa ficção" em comunicado divulgado e afirmaram que o ator não estava em Los Angeles quando supostamente ocorreram os fatos e que o massagista só procura "seus 15 minutos de fama".

Nesta terça, mais um massagista acusou o ator de tocar seus genitais e de se masturbar diante dele em um hotel de Atlanta, de acordo com a rede "CNN". O segundo homem, não identificado, afirmou ter sido assediado sexualmente por Travolta durante uma sessão de massagem no dia 25 de janeiro. Os dois massagistas possuem o mesmo advogado, Okorie Okorocha.

"Esta segunda acusação é tão absurda e ridícula como a primeira", comentou o advogado de Travolta, Martin Singer, em comunicado. De acordo com Singer, o advogado dos massagistas está buscando "ter seus 15 minutos de fama".