Publicidade
Entretenimento
Vida

Jornalistas de A Crítica dão sugestões para aproveitar a Virada Cultural de Manaus

Júlio Ventilari, Omar Gusmão, Artur César e Leandro Tapajós indicam as principais atrações para o este fim de semana   24/05/2012 às 17:26
Show 1
Virada Cultural Manaus 2011
MAYARA BRILHANTE ---

Uma das coisas que a Virada Cultural traz é a deliciosa dúvida de definir o que assistir. São tantas coisas boas acontecendo simultaneamente que o público se perde na programação. Este ano, o evento conta com seis palcos espalhados pelas quatro zonas da cidade e inclui performances circenses, teatro, shows com artistas renomados e uma programação didática. O Acritica.com, em parceria com jornalistas e colunistas da área de cultura, elaborou um roteiro com várias dicas. Confira.

Samba e rock
Artur César, editor do caderno Vida&Estilo afirma que a mistura de samba com rock pode dar certo.


Para o jornalista, sem dúvida nenhuma, as melhores opções dessa edição da Virada Cultural os shows dos grupos ‘Sambô’ e ‘Funk Como Le Gusta’, ambos no domingo. “O primeiro está programado para subir no palco da Ponta Negra (18h às 20h) e o segundo no do CSU do Parque Dez, 20h30 e 22h30, respectivamente. Ou seja, já vi que vou ter que correr de um extremo ao outro da cidade no próximo dia 27”, diz.

O grupo “Sambô” tem feito um enorme sucesso no País com sua levada ritmada. Aos instrumentos típicos do samba como o pandeiro, banjo e cavaquinho, o Sambô acrescenta bateria, teclado e guitarra.

Teatro, dança e música


Leandro Tapajós, artista plástico e editor do Portal A Crítica, optou por uma programação menos agitada. “Escolhi um roteiro ‘light’, com opções para a noite de sábado e domingo. No sábado vou investir em teatro, artes plásticas, dança e boa música valorizando uma das melhores vozes do estado. Já no domingo a dica é investir no samba. Com três atrações nacionais”, diz.

No sábado (26), Leandro indica a ida até a exposição Grafismos da Amazônia, no Manaus Plaza Shopping. Após ver a “arte pop amazônica” o jornalista vai seguir para o espetáculo “Confissão”, com o ator Ângelo Paes Leme, que ocorre no Teatro Direcional, localizado no Manauara Shopping, Zona Centro-Sul. A peça inicia às 18h. O roteiro de sábado vai terminar com o show da cantora Márcia Siqueira, que ocorre ali próximo, no CSU do Parque 10, às 21h.

No Domingo (27), Tapajós aproveita a virada assistindo o show de Lecy Brandão e Arlindo Cruz Neto. O show começa meia noite, no Eldorado. Às 20h30 também tem samba com Diogo Nogueira.

Benito de Paula


O colunista Júlio Ventilari aposta no show de Benito de Paula como uma das boas atrações na programação da Virada Cultural. “Uday Vellozo ganhou fama internacional com esse pseudônimo nos anos 70, quando chegou disputar espaço com Roberto Carlos no mercado fonográfico. Autodidata, pianista, cantor e compositor, Benito é considerado um dos grandes nomes da música brasileira. Gosto do seu trabalho, que tem o rótulo de ‘samba joia’, porque mistura o samba tradicional com piano e arranjos românticos e jazzísticos”, comenta.

Outra boa pedida é a “Funk Como Le Gusta”. A banda paulista tem um trabalho bem interessante, pois mistura black music com música latina e samba-rock, com toques eletrônicos. “Seu Jorge também vale a pena incluir na agenda de shows. Diogo Nogueira é tudo  de bom! É um dos bambambãs da nova geração do samba”, diz Júlio

Fora dos palcos


O sub-editor do caderno Bem Viver, Omar Gusmão, afirma que muitas pessoas podem não estar cientes de algumas atrações importantes. Ele indica um circuito fora dos palcos, como as peças “A Confissão”, no sábado (26), e shows de Dalto Tunai e Milton Guedes, que ocorre de 02h às 4h no domingo (27).

O que usar
Omar e Ventilari avisam que a Virada Cultural é um evento aberto e indicam roupas mais leves. “Nada de glamour! Como os shows são nas ruas é melhor usar roupas básicas. Calçar uma rasteirinha ou tênis para aguentar o agito”, diz Júlio.