Publicidade
Entretenimento
Buzz

Justiça nega indenização a camareira agredida por Dado Dolabella

A última audiência do processo aconteceu no dia 25 de julho, com a presença de dona Esmeralda, seu advogado, além do advogado de Dado Dolabella, Michel Asseff Filho  07/08/2012 às 08:37
Show 1
Dado Dolabella
acritica.com ---

A camareira que acusa o ator e cantor de tê-la empurrado durante uma briga dele com a então namorada, Luana Piovani, em uma boate carioca em outubro de 2008, teve o pedido de indenização por danos morais negado pela justiça.

Em sentença, a juíza Lindalva Soares Silva disse que a ação não tem fundamento "pela ausência de dano moral" e que não houve excesso por parte do réu [Dado Dolabella], "pois a autora [D. Esmeralda] interveio em uma discussão entre namorados, sem qualquer razão para tanto, já que conforme noticiado pela própria autora não havia situação de emergência que justificasse a sua ingerência".

Ainda de acordo com a juíza, "não houve comprovação nos autos de aborrecimentos concretos por parte da autora, e o réu empurrou a mesma com o efeito de afastá-la da discussão com a sua namorada à época. Não cabe a alegação de apartar a briga por parte da autora já que existe o direito de privacidade dos envolvidos referente ao relacionamento e discussão."

A última audiência do processo aconteceu no dia 25 de julho, com a presença de dona Esmeralda, seu advogado, além do advogado de Dado Dolabella, Michel Asseff Filho.