Publicidade
Entretenimento
Buzz

Kate Middleton pode dormir na rua para ajudar campanha de conscientização britânica

De acordo com a revista “People”, Middleton foi convidada pela ativista Lisa Maxwell a participar do projeto, que é patrocinado pelo príncipe William 29/06/2012 às 10:57
Show 1
Kate Middleton
uol/celebridades ---

A duquesa de Cambridge, Kate Middleton, vai participar da campanha de conscientização "Sleep Out", que tem como objetivo mostrar à população britânica que Londres também tem problemas de falta de moradia, e que o número de sem-tetos não para de crescer.

De acordo com a revista “People”, Middleton foi convidada pela ativista Lisa Maxwell a participar do projeto, que é patrocinado pelo príncipe William, marido da duquesa e patrono do Centrepoint, entidade que visa dar um futuro aos jovens desabrigados. "Conversamos um pouco e a ideia surgiu. Ela me perguntou como era dormir na rua e eu lhe disse que da próxima vez que fizesse isso, ela poderia ir comigo, e ela concordou", contou Maxwell ao site britânico Mirror.

"Não há planos para a duquesa dormir fora de casa", disse o porta-voz do casal à revista. "Ela não tem nenhuma função oficial na Centrepoint, mas, obviamente, vai continuar com seu papel na caridade", completou.

William seguiu o exemplo da mãe, a princesa Diana, que também contribuía com a entidade, e em uma de suas experiências, chegou a dormir na rua no Natal de 2009. Ele ficou com os desabrigados perto da ponte Blackfriars, em Londres.

Na época, o site Mirror relatou a opinião do chefe executivo do Centrepoint, Seyi Obakin, sobre a experiência do príncipe: "Ele foi capaz de entender um pouco melhor o que uma pessoa desabrigada passa", declarou.

"O príncipe William tirou da experiência a importância de combater todas as questões que levam as pessoas que não têm um teto a ficarem dependentes de drogas e com problemas mentais", disse um porta-voz do palácio, James St.

Na época, o site Mirror relatou a opinião do chefe executivo do Centrepoint, Seyi Obakin, sobre a experiência do príncipe: "Ele foi capaz de entender um pouco melhor o que uma pessoa desabrigada passa", declarou.

"O príncipe William tirou da experiência a importância de combater todas as questões que levam as pessoas que não têm um teto a ficarem dependentes de drogas e com problemas mentais", disse um porta-voz do palácio, James St..