Publicidade
Entretenimento
Buzz

Katy Perry revela planos para lançar gravadora própria em entrevista a revista americana

Ainda sem nome, a nova investida de Katy será criada, segundo a cantora, para "evitar as coisas que tiram as chances de um artista ter sucesso financeiro" 21/06/2012 às 10:56
Show 1
A cantora Katy Perry
uol/música ---

A cantora californiana Katy Perry revelou planos para a criação de um selo próprio para lançar novos artistas. A declaração foi dada em entrevista à edição de julho da revista "The Hollywood Reporter", da qual a artista de 25 anos é capa.

Ainda sem nome, a nova investida de Katy será criada, segundo a cantora, para "evitar as coisas que tiram as chances de um artista ter sucesso financeiro".

Kate também comentou sobre os esforços, financeiros e de tempo, para o desenvolvimento do documentário "Part of Me". O filme conta com cenas em 3D, assim como "Never Say Never", de Justin Bieber, e vai mostrar a vida da cantora por trás dos palcos.

A produção deverá mostrar uma faceta mais séria da artista que atualmente ganha destaque por música e apresentações repletas de doces, corações e cores, além de referências ao alegre estilo de vida californiano.

Polêmicas
Kate também comentou sobre o fim do casamento de 14 meses com o ator e comediante britânico Russell Brand. "Ninguém sabe o que realmente acontece exceto os dois que estão na relação", diz a cantora, que afirmou ainda acreditar no amor e no matrimônio.

Perry também comentou sobre o assédio da imprensa que, segundo a artista, chegou a afetar até mesmo seus pais evangélicos. O pai da cantora, Keith Hudson, chegou a ser acusado de proferir citações antissemitas durante uma missa em uma igreja em Ohio, mas Kate afirma que as frases foram tiradas do contexto ao serem reportadas.

Ela afirma não poder fazer muita coisa para defender os pais da repercussão. "Você espera que o problema passe, ele sempre passa, mas eles [os pais de Kate] precisam ter cuidado", disse. Kate, porém, não se esquece de dissociar sua imagem do fanatismo religioso. "Não sou garota-propaganda para o Cristianismo", orgulha-se.