Publicidade
Entretenimento
Vida

Lucilene Castro prepara show acústico com canções de compositores da região Norte

O novo projeto ‘ Canto da Amazônia’ da cantora amazonense valoriza os compositores do Pará ao Amazonas, passando por Roraima e Amapá 21/03/2013 às 07:48
Show 1
A Amazônia de Lucilene Castro será interpretada por músicas de artistas da região
rosiel mendonça ---

“Cantos da Amazônia” é o nome do novo projeto da cantora amazonense Lucilene Castro, que pretende reunir no palco do Teatro Amazonas um repertório exclusivamente com canções de compositores da região Norte - do Pará ao Amazonas, passando por Roraima e Amapá. Contemplado no Proarte 2012, da Secretaria de Cultura (SEC), o show será apresentado na capital e no município de Manacapuru ainda neste semestre, com a possibilidade de circulação pelos outros Estados. “Os contatos já estão sendo feitos”, garantiu a artista.

Segundo ela, o mote do espetáculo é a união cultural da Amazônia por meio da música. “Embora haja variações, a música é uma linguagem universal. O Norte fala a mesma língua, tem as mesmas necessidades e vibrações. Acredito que, aonde a gente for, as pessoas vão conseguir se identificar com a proposta do show”, acrescentou.

Apesar de ainda não ter repertório definitivo, “Cantos da Amazônia” trará composições de Eliakin Rufino (RR), Neuber Uchôa (RR), Zé Miguel (AP), Nilson Chaves (PA), Waldemar Henrique (PA), Chico da Silva (AM), Celdo Braga (AM) e Sidney Rezende (AM).

“A maioria das músicas eu já conheço, e o Amazonas também. Apesar disso, estou fazendo um apanhado dos ritmos da região, como o boi-bumbá, o carimbó e o marabaixo, e também do que os outros Estados têm a oferecer”, disse Lucilene, destacando que o projeto não é apenas didático, mas leva em conta a afinidade dela com as canções.

FORMATO

Para a artista, a grande novidade do show “Cantos da Amazônia” será o formato acústico, com uma banda “enxuta”: Célio Vulcão nos arranjos e piano, Knisson Ribeiro na percussão e Aécio Bezerra no sax e flauta. A direção artística e a iluminação serão assinadas por Márcio Braz. “É um formato com o qual não costumo trabalhar, então vai ser preciso adequar a minha forma de cantar e o meu posicionamento no palco”, pontuou a cantora.

Também não faltarão participações especiais, já que a artista gosta de reunir os amigos no palco. Para “Cantos da Amazônia”, ela vai convidar os músicos Nícolas Jr., Márcia Siqueira, Zezinho Corrêa e Eliakin Rufino. Como tem feito nos seus últimos trabalhos, Lucilene também fará do show um grande acontecimento beneficente – as doações do público, que posteriormente serão doadas a entidades filantrópicas, vão valer como ingresso para o espetáculo.

VALORIZAÇÃO

A maior projeção que a música do Norte está ganhando é dentro da própria região, é o que pensa Lucilene Castro. “A partir do momento em que fortalecemos a nossa cena, ela acaba ‘respingando’ lá fora. O maior fortalecimento deve ser interno, dentro das nossas bases. Só assim a música local vai ganhar sustentação para não ser um artigo tipo exportação”, concluiu.