Publicidade
Entretenimento
Vida

Magia do Natal: Por que a data encanta tanto as crianças?

O V&E reuniu uma turminha do barulho para debater sobre as razões que tornam o Natal tão especial para a criançada 09/12/2012 às 10:36
Show 1
Magia do Natal: Por que a data encanta tanto as crianças?
Felipe de Paula Manaus

Nenhuma data toca de maneira tão especial o coração das crianças quanto o Natal. Pelos presentes? No aniversário eles ganham mais. Papai Noel? Alguns já nem acreditam nele. O que será então que torna esta data tão marcante para a criançada?

Sem mais especulações, decidimos fazer a pergunta para eles próprios. O resultado dessa conversa: declarações surpreendentes, ora positivas ora bem humoradas, mas sempre inteligentes, mostram que elas sabem exatamente do que estão falando quando dizem amar o Natal.

O aniversariante
Nem só de festas e presentes vive o Natal das crianças. A referência à Bíblia é proposital, afinal, em tempos em que os valores de consumo ofuscam o real sentido da celebração cristã, chega a surpreender a noção, vinda de uma criança, do Natal enquanto “nascimento de Cristo”.

“Natal é o nascimento de Jesus. Sem ele, o Natal perde o sentido”, acredita Maria Luiza, a Mallu, de 11 anos. Seu irmão, Edson Neto, 9, concorda, acrescentando que “as pessoas lembram mais do presente do que de Jesus porque são egoístas”. “Jesus é o maior presente”, completa Mallu.

A família
Para eles, o motivo da data ser tão especial é a alegria da família reunida. Adryel Custódio, 9, que tem boa parte da família morando em São Paulo, sabe bem o que é isso. “Como quase toda a minha família mora fora, em dezembro é que todos os parentes se reúnem pra comer o peru assado”, diz ele, para fazer os amigos rirem. “Ah, põe aí que também gostamos muito de comer”, diz Mallu, entrando na brincadeira.

Sofhia Leal, 9, uma das mais brincalhonas da turma, de repente fala sério quando a reportagem de A CRÍTICA sugere que eles mandem uma mensagem de Natal a todas as crianças. Pensando nas que não tem o Natal que desejam, ela diz, cuidando para que o repórter anote tudo o que está dizendo.

“Continuem sonhando, pois um dia vocês vão conseguir”, diz ela, que assim como os outros, faz parte da Comunidade Cristã Abrigo Romanos 15, que realiza estudos bíblicos semanalmente.

A figura do Papai Noel
Impossível falar de Natal com a criançada sem evocar a figura do Papai Noel. Ele também foi pauta no papo-cabeça com essa turminha, que dividiu opiniões em relação à (polêmica) existência do bom velhinho.

Gustavo Farias, 6, não ousa questionar a existência do Papai Noel, talvez com medo de perder o seu presente. “Eu acredito nele porque eu quero”, brada ele. A irmã, Helena, 10, pensa diferente. Para ela, Papai Noel “é uma manipulação dos adultos para fazerem as crianças boazinhas”. “Não sejam boazinhas só para ganhar presente do Papai Noel, sejam boas por vocês mesmas”, ensina ela.

Para Adryel Custódio, que já passou a noite vigiando a casa para ver se flagrava o PN, este definitivamente não existe. Inconformados Mallu e Edson se apressam em defender a existência do PN e alertam: “Olha que ele só dá presente pra quem acredita nele!”