Publicidade
Entretenimento
Vida

Manaus é a única cidade brasileira a receber a exposição de bonecas japonesas

Exposição "Bonecos do Japão" chega a Manaus vinda do Quênia e seguirá para o Panamá. O evento comemora os 120 anos da assinatura do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão 26/04/2015 às 16:04
Show 1
A tradição dos bonecas se relaciona com a religião majoritária do Japão, o Xintoísmo
Lucas Jardim Manaus

Com uma grande população japonesa, Manaus é uma cidade ideal para sediar um evento comemorativo dos 120 anos da assinatura do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão.

Por essas e outras razões, o Consulado Geral do país oriental em Manaus traz a exposição “Bonecos do Japão”, que celebra a tradição nipônica da manufatura de bonecos, um importante elemento da cultura da Terra Nascente.

“O Japão é um país largamente xintoísta e essa crença prega que todos os objetos têm alma. Essa crença, combinada com a técnica que os japoneses desenvolveram, criou o hábito neles de, sempre em época de festejos, decorar os ambientes com esses bonecos, que geralmente são feitos de madeira ou cerâmica”, explicou Sandra Nagase, do Setor Cultural do Consulado Geral do Japão em Manaus.

Única parada no Brasil

A exposição está rodando o mundo há alguns anos e, nessa etapa, a única oportunidade que os brasileiros terão de conferir os objetos de arte será em Manaus, onde se estabelecerá no Palácio da Justiça, localizado no bairro Centro, Zona Sul, entre os dias 7 e 26 de maio. “A última parada dos bonecos foi no Quênia e daqui, eles rumam para o Panamá”, contou Sandra.

Segundo ela, havia uma vontade de trazer algo para Manaus para celebrar os 120 anos do acordo, que encontrava na logística um desafio a ser vencido. “Sendo direta, é simplesmente bem difícil trazer, mas o Consulado daqui negociou constantemente para que essa exposição viesse, já que o cenário mais comum é o das exposições ficarem limitadas a cidades do Sudeste, como São Paulo. Queremos que a população manauara conheça essa parte da nossa cultura”, disse a funcionária do ente diplomático.

Variedade

No Japão, os bonecos são associados a diferentes contextos e ocasiões. “Em março, quando acontece o Dia das Meninas, é normal a manufatura dos Hina Ningyo, bonecos especiais para ocasião que representam casais. Já em maio, quando temos o Dia dos Meninos, a tradição pede os Gogatsu Ningyo, que representam samurais”, relatou Sandra.

O evento mostrará exemplares desses dois tipos de bonecos, bem como de outros 12: Noh Ningyo (Bonecos do Teatro Nô), Bunraku Ningyo / Kabuki Ningyo (Bonecos de Famosas Cenas de Teatro Bunraku e Teatro Kabuki), Oshie Hagoita (Raquetes com Pinturas em Relevo), Kyo Ningyo (Bonecas de Kyoto), Oyama Ningyo (Bonecas que Representam Jovens Mulheres), Kimekomi Ningyo (Bonecos de Madeira Vestidos com Quimono), Hakata Ningyo (Bonecos de Hakata), Gosho Ningyo (Bonecos do Palácio Imperial), Ichimatsu Ningyo (Bonecos Ichimatsu), bonecos que representam os costumes do Japão, bonecos criados por artesãos contemporâneos, e Kokeshi Ningyo (Bonecos Kokeshi), divididos em Tradicionais e Criativos. Ao todo, 72 bonecos serão exibidos.

SERVIÇO

o quê: Exposição "Bonecos do Japão"

onde: Palácio da Justiça, atrás do Teatro Amazonas, Centro

quando: De 7 a 26 de maio, terça a sexta, das 9h às 16h, e aos domingos, das 9h às 13h

quanto: Gratuito