Publicidade
Entretenimento
HOMENAGEM

Márcia Siqueira recebe prêmio que exalta artistas fora do grande circuito musical

Cantora amazonense é uma das vencedoras do 4º Prêmio Grão de Música, a ser entregue no dia 25 de novembro 15/11/2017 às 12:18 - Atualizado em 16/11/2017 às 10:26
Show marcia siqueira
Cantora foi reconhecida por transitar entre o boi-bumbá, MPB e samba (Foto: Divulgação)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

O cheiro da rosa vermelha amazonense chegou até os curadores de uma premiação musical no Sudeste e os cativou. A cantora Márcia Siqueira está entre o rol dos 15 artistas brasileiros vencedores do 4º Prêmio Grão de Música, que possui o objetivo de garimpar e exaltar artistas fora do grande circuito musical nacional. A cantora vai receber o prêmio no dia 25 de novembro, na Sala Olido, no Centro de São Paulo.

Realizado pela cantora e compositora paraibana Socorro Lira, o projeto que sagrou Márcia vencedora possui um time de curadores que a escolheram por conta da obra musical de Siqueira em um contexto artístico geral, principalmente por ela transitar em núcleos como a MPB, o samba e o boi-bumbá. “Eles analisaram meu material e entraram em contato com o Joaquim Melo, do Tacacá na Bossa, que passou meu contato e algumas informações a eles. Aí foi o início”, conta ela.

Radiante com a notícia, Márcia explica que todo o contexto do trabalho amazônico que ela realiza foi analisado, desde o primeiro CD até os projetos que desempenha no Amazonas. “A questão da minha participação no boi-bumbá, e também a influência da artista. Fiquei muito feliz quando meu nome foi cogitado lá em São Paulo, pois já tiveram conhecimento do meu trabalho aqui, como artista”, celebra.

Este é o primeiro prêmio a nível nacional que Márcia recebe. Animada, ela fala o que a premiação trará com ela. “Através desse prêmio, estou fazendo alguns contatos com a Socorro Lira, e ela vai fazer esse link nos eventos em São Paulo. Provavelmente essa seria uma porta de abertura para esse outro momento de, quem saber, ir a São Paulo para uma temporada de shows, para ter uma vivência maior”, adianta ela, sem dar mais detalhes.

Futuro

Siqueira possui vários projetos em diversas frentes. Para o ano que vem, ela planeja fazer um trabalho voltado para a linha da MPB, que, segundo ela, nunca mais gravou. “Fiz boi-bumbá, samba, e quero agora fazer algo mais voltado para a MPB”, diz. A ideia preliminar, de acordo com a cantora, envolve a gravação de um disco de MPB, com músicas autorais, a ser executado no segundo semestre de 2018.

Mesmo com o momento de se voltar mais à MPB, ela declara que não vai se afastar do samba e nem do boi-bumbá. Vai continuar fazendo tudo como sempre fez. “Eu consigo conciliar tudo, até porque não gosto de ficar parada. Isso é bom. A gente sempre tem uma coisa que trabalha pensando na outra lá na frente”, coloca.

Caminhos

Márcia começou a cantar em barzinhos em 1985, quando tinha cerca de 14 anos. Depois, começou a cantar em bandas de baile, e ganhou o mundo. Não é à toa que Márcia foi requisitada pela cantora Maria Bethânia, em 2014, para gravar músicas em comemoração aos 50 anos de carreira da baiana. De quebra, a amazonense ainda é backing vocal do boi Garantido e faz participações constantes nas edições do Festival Folclórico de Parintins.

Questionada sobre como é o passeio entre tantos gêneros musicais, Márcia atribui a sua versatilidade à experiência que teve com a música de bar, na noite. “Essa experiência da noite te dá uma canja sobre todos os ritmos. Um cantor que vem da noite consegue passar por todos os gêneros e acho que tenho essa liberdade em si de poder cantar e ser um pouco eclética devido a isso”, completa.

Prêmio

O Prêmio Grão de Música teve início em Salvador, na Bahia, em 2014, e realiza sua quarta edição em 2017 na cidade de São Paulo. A cada ano, a seleção da premiação é iniciada em janeiro por uma equipe do PGM, a partir do recebimento das obras enviadas pelo próprios artistas interessados em participar da premiação. Anualmente 15 artistas são selecionados e premiados, todos ganham troféu e o registro de uma música na coletânea de canções produzida em CD. No disco de 2017, Márcia aparece com a música “Cunhantã”, de Zeca Torres, Aníbal Beça e Thiago de Mello.