Publicidade
Entretenimento
Buzz

Morre aos 68 anos o guitarrista de jazz e blues Pete Cosey

Cosey fazia parte da banda do estúdio Chess Records, em Chicago, nos anos 60, e lá tocou no disco “Electric Mud”, de Muddy Waters, e em “Howlin’ Wolf Album”, de Howlin’ Wolf 10/06/2012 às 18:32
Show 1
Pete Cosey
uol/música ---

O guitarrista Pete Cosey, que gravou com Miles Davis, Howlin’ Wolf e Muddy Waters morreu aos 68 anos. A informação foi confirmada pela filha do músico, Mariama Cosey.

Cosey fazia parte da banda do estúdio Chess Records, em Chicago, nos anos 60, e lá tocou no disco “Electric Mud”, de Muddy Waters, e em “Howlin’ Wolf Album”, de Howlin’ Wolf. Cosey trabalhou também ao lado de Etta James e Chuck Berry.

Ele usou sua criatividade nas cordas e ajuste das guitarras, e inovou também no uso do pedal de distorção. Ele começou a desenvolver seu som único ainda adolescente no Arizona.

Suas experiências de sons chamou a atenção de uma das lendas do jazz, Miles Davis.

Em uma entrevista ao site “The Last Miles”, Cosey disse que Davis o procurou e disse a ele que o queria na frente da banda, e que ligasse o volume da guitarra no máximo.

Cosey tocou com Davis em diversos álbuns nos anos 70, como “Dark Magus”, “Agharta”, e “The Complete on the Corner Sessions”. Ele participou também do documentário “The Blues: A Musical Journey”, de Martin Scorsese.

A filha de Cosey disse que para seu pai, a música era uma linguagem. “Ele me ensinou que a música não é um gênere específico. É uma maneira com que as pessoas ao redor do mundo se comunicam. Não era sobre ser negro ou branco, mas era sobre fazer notas universalmente”.