Publicidade
Entretenimento
Vida

Morre aos 84 anos, o poeta amazonense Luiz Bacellar

O poeta amazonense Luiz Franco de Sá Bacellar, 84, morreu neste domingo (9). Ele estava com câncer no pulmão 10/09/2012 às 10:06
Show 1
Além de poeta, Luiz também foi professor, revisor e tradutor
Elaíze Farias e Anne Gabrielly Manaus (AM)

O poeta Luiz Bacellar faleceu neste domingo (09), por volta de 13h30, vítima de um câncer no pulmão.  A informação foi dada pela assessoria de imprensa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon).

Segundo amigos do poeta, Bacellar morreu de falência múltipla dos órgãos.

Bacellar havia completado 84 anos no último dia 04. Mesmo muito doente, ele chegou a participar de uma comemoração dedicada a ele no Bar do Pina, no Centro da Cidade. Bacellar estava com câncer no pulmão, descoberto neste ano.

Luiz Bacellar era considerado um dos maiores poetas do Amazonas. Autor de várias obras dedicadas à Manaus, ele notabilizou-se por popularizar o haicai (versos curtos de origem oriental) na literatura amazonense.

Izanira Oliveira, uma das cuidadoras de Bacellar, disse que o poeta estava hospitalizado na Fundação de Centro de Controle Oncologia do Estado do Amazonas (FCecom) desde o último dia 06. “Ele já estava muito ruim. Quando ele veio para cá, conversou comigo rapidamente. Ele já sabia que iria morrer. Contou para mim que já queria encontrar Jesus”, disse Izanira.

Luiz Bacellar é autor de obras que já se tornaram clássicas na literatura amazonense, como “Frauta de Barro”, lançada em 1963 após o texto ser campeão no Concurso Nacional de Poesia Olavo Bilac, no Rio de Janeiro, “Sol de Feira” e “Quarteto”.

O velório está acontecendo na Almir Neves, da Avenida Joaquim Nabuco no Centro, e o enterro será no cemitério São João Batista às 15h30.