Publicidade
Entretenimento
Mova-se

Mostra de Dança Mova-se movimenta Manaus

Programação do Festival segue neste fim de semana; nesta sexta e no sábado haverá performances no Teatro da Instalação 15/06/2012 às 10:08
Show 1
" Diálogos sobre Nijinsky", da paulista Virtual Cia de Dança, é uma das atrações de hoje na mostra principal do Mova-se Festival
Virgílio Simões Manaus

Durante o fim de semana, a Cia. de Idéias dá continuidade ao Mova-se Festival de Dança: Solos, Duos e Trios. Esta é a terceira edição do evento, que traz a Manaus grupos de dança de vários Estados brasileiros. A abertura aconteceu anteontem no Teatro Amazonas, e desde ontem as apresentações ocupam o palco do Teatro da Instalação e também espaços abertos como a Praça da Saudade.

 Na noite desta sexta-feira (15) serão três atrações. Às 19h, a Virtual Cia. de Dança, de São Paulo, apresenta o espetáculo “Diálogos sobre Nijinsky”, livremente inspirado na biografia do coreógrafo russo Vaslav Nijinsky, que estreou nos palcos há exatos cem anos. A concepção cênica é minimalista e monocrômica, com iluminação recortada e figurinos sóbrios. A utilização de projeções de vídeos é marca registrada da companhia.

Às 20h é a vez da Cia. Argumento, do Ceará, mostrar suas “Aulas de Clownssico”, que mostra o embate entre uma professora de dança autoritária e histérica, e um estudante indisciplinado e desligado. A noite termina com os amazonenses Odacy de Oliveira e Valdemir de Oliveira apresentando a performance “Corporegr@fico”, trabalhando a interação entre corpo e tecnologia em linguagem contemporânea.

 ‘Pelado’ no instalação

Antes da programação noturna, o coreógrafo paranaense Ricardo Marinelli encena a performance “Eu tenho autorização da polícia para ficar pelado aqui”, às 16h, no estacionamento do Teatro da Instalação. A ação artística parte de questionamentos tais como “Quando você fica completamente sem roupa, fica obrigatoriamente nu? Estar pelado é estar mostrando uma intimidade e uma identidade? Como fico nu sem ficar pelado? E como fico nu estando pelado?” O artista trabalha interação e provocação entre ator e plateia. A ação do primeiro está condicionada à doação de moedas. Se o público não quiser, nada acontece.

Numa sala escura

 No sábado, o festival continua com os espetáculos “Tudo que gira ao redor é beira” (Rio de Janeiro), às 19h; “Emplasto, desconstruída e toda feita” (Ceará), às 20h; e “Hysteria” (Amazonas), às 20h30. A grande expectativa da noite fica por conta do grupo pernambucano Cia. Etc., que encena a performance “Dark Room” na Sessão Tarja Preta do Mova-se, às 22h30.  No domingo, a programação de encerramento é dedicada à família, e especialmente às crianças. Na ocasião, o festival retorna ao Teatro Amazonas, onde a Virtual Cia. de Dança apresenta o show “Peter Pan”, às 19h.