Publicidade
Entretenimento
Vida

Musical '...Mas podem me chamar de Chico' será apresentado nesta quarta (14) e quinta (15)

O repertório reúne o trabalho e a identidade de artistas significativos: Chico Buarque, com seu estilo muitas vezes político; Chico da Silva, regional, nacional e universal; e Chico César, um dos talentosos compositores do Nordeste descobertos na década de 1990 14/11/2012 às 09:46
Show 1
Cinara Nery, Lucilene Castro e Márcia Siqueira estão no elenco do musical
a crítica Manaus, AM

As vozes dos cantores locais Zezinho Corrêa, Márcia Siqueira, Lucilene Castro, Marcos Paulo e Cinara Nery dão vida ao musical “...Mas podem me chamar de Chico”, que presta uma homenagem aos grandes Chicos da música brasileira. O espetáculo será apresentado hoje e amanhã, às 21h, no Teatro Direcional.

O repertório reúne o trabalho e a identidade de artistas significativos: Chico Buarque, com seu estilo muitas vezes político, outras vezes romântico, conhecido como um compositor de alma feminina; Chico da Silva, regional, nacional e universal, que canta as belezas e as peculiaridades do Norte em seus sambas; e Chico César, um dos talentosos compositores do Nordeste descobertos na década de 1990, o qual busca resgatar belas poesias em forma de canção e tornar a música brasileira novamente uma referência internacional.

Experiência

De acordo com Lucilene Castro, “...Mas podem me chamar de Chico” está mais maduro. “Este é um show que estamos trabalhando há algum tempo. Estamos mais maduros, conscientes, malhados, porque tivemos toda uma experiência, com ensaios e apresentações”. A estreia do musical ocorreu neste ano, no dia 2 de agosto, no Teatro Amazonas, contando com uma temporada no Teatro da Instalação.

Arranjos

 Lucilene informou, ainda, que o grande diferencial do espetáculo é o trabalho feito nos  arranjos. “O nosso produtor musical (Hudson Alves) conseguiu costurar muito bem essa relação com os Chicos”. A artista fez questão de revelar que a canção “Esquadrão do samba”, de Chico da Silva, ganhou uma nova roupagem: se tornou uma espécie de rap.

A banda que acompanhará os cantores é formado por Célio Vulcão (piano), Hudson Alves (baixo acústico), Knisson Ribeiro (percussão) e Aécio Bezerra (sax/flauta).

Serviço   

O que é: Musical “...Mas podem me chamar de Chico”

Onde: Teatro Direcional, piso Buriti do Manauara Shopping

Quando:  Quarta e Quinta, às 21h

Quanto: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)