Publicidade
Entretenimento
Buzz

Namorado da ex-BBB Jakeline morre em acidente de carro na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal informou que o comerciante estava dirigindo um Gol quando se chocou com a traseira de outro veículo 02/02/2012 às 10:51
Show 1
O comerciante Otto Flick, namorado da ex-BBB Jakeline
uol/celebridades ---

Um acidente no começo da madrugada desta quinta-feira (2) na BR-324, a principal ligação entre Salvador e Feira de Santana, provocou a morte do comerciante Otto Flick, 34, namorado da ex-BBB Jakeline, 22, eliminada do programa há duas semanas com 50,47% dos votos. A Polícia Rodoviária Federal informou que o comerciante estava dirigindo um Gol quando se chocou com a traseira de outro veículo. Otto Flick morreu na hora, de acordo com policiais.

Até o começo desta manhã os policiais rodoviários ainda não tinham identificado o veículo que provocou o acidente. Os agentes suspeitam de um caminhão que transportava bujões de gás ou de uma carreta porque, com o impacto da batida, o carro de Otto foi arrastado para fora da pista.

Nesta manhã, em uma de suas páginas de relacionamento pela internet, Jakeline falou sobre a morte do namorado. "Depois de algum tempo você descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos! É muito doloroso ter que aceitar a maneira como você se foi, mas respeito a vontade de Deus!", escreveu a ex-BBB.

Danilo Lucena, 45, pai de Jakeline, classificou como "brutal" o acidente. "Nós, da família, estamos muito abalados. Otto era uma pessoa maravilhosa, que amava minha filha. Estamos chocados com o que aconteceu", disse o empresário.

No começo desta semana, em entrevista para alguns sites e rádios de Feira de Santana (108 km de Salvador), Edileide Sena, mãe da ex-BBB, afirmou que o relacionamento do casal "não estava bom". "Tudo indica que o período que ela ficou no BBB esfriou o relacionamento. Mas, hoje (segunda-feira) ele esteve aqui e trouxe um presente para a minha filha. Ela ficou muito feliz".

Muito abalada, Edileide disse nesta manhã que está "transtornada" com a morte de Otto. "Por dois ou três meses ele fez parte da minha família", disse.