Publicidade
Entretenimento
Buzz

"Não que eu não goste de ler, eu não gosto muito", explica Caio Castro após polêmica

Ator participou do programa 'Altas Horas', da Rede Globo, neste sábado (26), e tentou esclarecer afirmação dada em entrevista. "Se você não gosta, seja você e diga que não gosta", defendeu o galã 27/04/2014 às 15:37
Show 1
Indignação na classe artística surgiu após entrevista dada por Caio Castro à jornalista Marília Gabriela
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Caio Castro voltou a falar sobre a polêmica afirmação feita durante uma entrevista à jornalista Marília Gabriela quando disse que não gosta de teatro e de leitura. Em conversa no programa "Altas Horas", exibido na noite deste sábado (26), o ator tentou se justificar.

"Não falei que não gosto e não vou ao teatro, ou que não gosto de ler e não leio nada. Muito pelo contrário, eu leio bastante até. Volto a dizer que não é o meu passatempo preferido. Não é que eu não goste, eu só não gosto muito".

O ator continuou dizendo que a imprensa "marrom" quis polemizar a sua opinião com o intuito de ganhar audiência. "Acho que houve uma tempestade em copo d'água. Eles distorcem tudo. Colocam em um formato que renda clique e que seja polêmico", analisou Caio.

Na época, a frase do ator, que começou a carreira em "Malhação" (2007), repercutiu negativamente na classe artística, gerando protesto de atores como Maitê Proença, Ingrid Guimarães e Miguel Falabella. Sobre os comentários ácidos, Caio rebateu: "Acho que faltou muito respeito nos comentários das pessoas, mas é a opinião deles, eu respeito, apesar de não respeitarem a minha", afirmou.

O galã de 25 anos disse não abrir mão de emitir suas opiniões por ser considerado um formador de opinião.

"Se sou um formador de opinião, eu levanto a bandeira da pessoa ser verdadeira acima de qualquer situação. Se você não gosta, seja você e diga que não gosta.". Acho que a pessoa tem que ser forte o suficiente e bater no peito e dizer a minha opinião é essa. Eu penso dessa forma. Assim que minha vida é".

Após o discurso tenso (o ator chegou a tomar um gole de água após dizer que estava nervoso durante a entrevista), ele foi defendido por Ney Latorraca, outro convidado da atração.

"Eu acho um absurdo essa coisa de você crucificar uma pessoa. Cada um faz o que quer, cada um tem seu caminho. Acho uma sacanagem", declarou antes de convidar Caio para assistir a sua peça de teatro em São Paulo.

"Quando tem uma coisa que me interessa vou sozinho, amarradão", frisou Caio Castro.

*Com informações do Purepeople