Publicidade
Entretenimento
Amor para sempre

O caminho para a felicidade ao lado de um amor duradouro

Especialista de casais revela segredos de uma união duradoura 11/06/2012 às 10:37
Show 1
Alaila Moura e Igor Queiroz: casal vai deixar o sexo para depois do casamento
Israel Conte Manaus

Respeitar a opinião do outro, confiar inteiramente, não sair sem o companheiro, passear e dormir de mãos dadas. Eis alguns dos segredos do casamento duradouro de Fátima e Robert Nakagima. Unidos há 44 anos, os dois fazem parte do seleto rol de casais cujo o amor certamente vai durar para sempre.

“Passamos por momentos de turbulência em nosso casamento, mas o companheirismo fez a diferença”, lembra Robert. “Continuo apaixonada. Não faço nada sem ele. E passamos todos esses valores ao nossos (três) filhos”, diz a estilista.

Robert e Fátima estão juntos há 44 anos

 Na opinião de Cleusa Thewes, especialista em orientação familiar e que palestra em Manaus no fim do mês, Fátima e Robert entenderam que no relacionamento a dois, homem e mulher não são caras-metades e sim dois inteiros, diferentes, que buscam realização, felicidade e amor.

A terapeuta de opiniões fortes diz, por exemplo, que “no casamento, a princesa vira bruxa, bondosa; e o príncipe, sapo, querido”. Ou: “panelas e canecas pedem cuidados: água, sabão, esponja de aço para espelhá-las. Casamento é polido com amor e respeito”.

bruxa e sapo

 Na realidade o que Thewes quer dizer é que na medida que o casal vai convivendo eles começam a ser mais autênticos. “Eles começam a ser mais reais. O rapaz não é só príncipe. Eles também têm seus defeitos. Da mesma forma a mulher não é só princesa. Ela também fica com raiva. Isso mostra que casamos com pessoas reais, com qualidades e limites”, comenta. Ainda de acordo com Cleusa, não entender essas diferenças é a razão para tantos divórcios.

Outro ponto destacado pela terapeuta, é que dentro de uma relação ainda existe uma errônea expectativa para que o outro mude. “Cada um deve se transformar para ser melhor e não querer mudar o outro numa relação”.

Construção

A vida a dois é uma construção diária. “Os casais não devem permitir que a correria da vida moderna interfira no tempo entre homem e mulher. Tirem um momento para namorar, isso dá saúde ao relacionamento”, recomenda.

Espiritualidade

 Para Cleusa, a espiritualidade do casal é de extrema importância. “O casal que ora junto e crê não desanima fácil diante das tribulações diárias. É por estarem unidos com uma força superior e maior que eles conseguem superar os obstáculos e sair vencedores”, conclui a terapeuta.

Intimidade no tempo certo

O bancário Igor Queiroz e a funcionária pública Alaila Moura estão namorando há mais de dois anos com os olhos no futuro. Eles são evangélicos e optaram por não fazer sexo até que casem. “Estamos construindo um relacionamento sólido baseado no respeito e no crescimento pessoal de cada um. Decidimos que a atração física neste momento não é o mais importante, porém não condenamos quem pensa o contrário”, explica Igor. Para eles, a intimidade virá no tempo certo. “Tem muita gente que namora e quer aproveitar ao máximo o momento. Nós queremos nos preparar para um futuro próximo”, comenta Alaila.

O casal, que também tem suas desavenças, conta com o apoio da família e de amigos e conselheiros da igreja para resolver situações difíceis.

 Entre os conselhos dados pelos jovens para quem quer se dar bem no relacionamento a dois é ser paciente e comunicar o que está sentindo. “Isso vale especialmente para as mulheres que querem que os homens adivinhem o que querem ou estão sentindo. Meninas falem. Tudo ficará mais fácil”, diz Alaila.

E por último, o casal recomenda incluir uma terceira pessoa na relação. “O verdadeiro triângulo amoroso é ter Cristo no centro do relacionamento", encerra o casal.