Publicidade
Entretenimento
Buzz

Obama dará prêmio a Bob Dylan e Shimon Peres

Dylan, de 70 anos, dos quais 50 de carreira, continua sendo associado ao movimento da "canção protesto" da década de 1960, com músicas que se tornaram clássicos como "Like a Rolling Stone", "A Hard Rain's A-Gonna Fall" e "Desolation Row" 27/04/2012 às 18:19
Show 1
Obama durante pronunciamento, na Disney
AFP ---

O presidente americano, Barack Oama, entregará o prêmio civil mais prestigiado de seu país ao presidente israelense, Shimon Peres, à ex-secretária de Estado Madeleine Albright, ao músico Bob Dylan e à escritora Toni Morrison, anunciou a Casa Branca nesta quinta-feira (26).

O ex-astronauta e senador John Glenn e o ex-juiz da Suprema Corte John Paul Stevens estão entre os que receberão a "medalha presidencial da liberdade" junto aos premiados póstumos, o polonês Jan Karski, "mensageiro do Holocausto", e a fundadora do braço feminino dos escoteiros, Juliette Gordon Low, segundo a mesma fonte.

As distinções de Karski, que morreu em 2000, e de Peres, de 88 anos e presidente de Israel desde 2007, já tinham sido reveladas nas últimas semanas.

Albright, de 74 anos, foi a primeira mulher na história dos Estados Unidos a dirigir o Departamento de Estado durante o segundo mandato de Bill Clinton (1997-2001), depois de ser embaixadora da ONU durante o primeiro.

Dylan, de 70 anos, dos quais 50 de carreira, continua sendo associado ao movimento da "canção protesto" da década de 1960, com músicas que se tornaram clássicos como "Like a Rolling Stone", "A Hard Rain's A-Gonna Fall" e "Desolation Row".

Morrison, 82 anos, venceu o Prêmio Nobel de Literatura em 1993, seis anos depois de ter publicado "Beloved", que já tinha vencido o Prêmio Pulitzer.

Glenn, de 90 anos, foi o primeiro americano a estar em órbita em 1962 e continua sendo um dos dois únicos sobreviventes do grupo dos sete astronautas selecionados em 1959 para o primeiro programa espacial tripulado dos Estados Unidos, o Projeto Mercury.

Depois de sua carreira no espaço, foi senador por Ohio (norte) durante 24 anos. Um ano antes de deixar a política, retornou ao espaço em 1998 aos 77 anos, em uma missão a bordo do ônibus espacial Discovery.