Publicidade
Entretenimento
Concerto emociona

Orquestra Amazonas Filarmônica apresenta ciclo de canções de Gustav Mahler

O concerto foi baseado na coleção de textos de canções populares alemãs "Des Knaben Wunderhorn" 03/09/2012 às 08:29
Show 1
"Des Knaben Wunderhorn" contou com as vozes da soprano Isabelle Sabrié e do barítono Vinícius Atique
Rafael Seixas Manaus, AM

As poltronas e as frisas do Teatro Amazonas não estavam todas preenchidas de pessoas, neste domigo (02) durante o concerto dedicado a Gustav Mahler, um dos maiores compositores da música ocidental, mas, mesmo assim, a apresentação não perdeu o seu brilho e magnitude.

A orquestra Amazonas Filarmônica, sob regência de Luiz Fernando Malheiro, tocou um ciclo de 12 canções de Mahler baseadas na coleção de textos de canções populares alemãs “Des Knaben Wunderhorn”.

As obras foram cantadas pela soprano Isabelle Sabrié e pelo barítono Vinicius Atique. No segundo ato, a Amazonas Filarmônica e a Experimental do Amazonas se uniram para tocar a sinfonia n° 1 de Mahler, a famosa “Titan”.

“Mahler foi um compositor, na transição do século 19 para o 20, muito importante. Ele era um ótimo regente, se dedicou principalmente à forma da sinfonia, tendo escrito dez sinfonias bem grandes. 'Titan' é a primeira, mas todas são grandes, algumas têm coro como a segunda e a oitava”, explicou Malheiro, informando ainda que a sinfonia n°2 será apresentada em fevereiro do próximo ano pela Amazonas Filarmônica e a Experimental do Amazonas.

“Titan” conta com um trabalho muito elaborado de orquestração, com muitos instrumentos, solos e, segundo o maestro, é um desafio para qualquer orquestra. Aceitação O conjunto das 12 canções de “Des Knaben Wunderhorn” foi aprovado pela plateia.

Alexandre Macedo, professor universitário do Rio Grande do Sul, que estava participando de um congresso na cidade, não perdeu a oportunidade de comparecer ao concerto. “Na verdade, essa foi a primeira ópera em que assisti. Achei bem interessante”, disse, referindo-se a “Des Knaben Wunderhorn”.

Para o concerto, a Filarmônica se preparou durante uma semana e a Experimental por mais tempo, já que é formada por estudantes.

Em Setembro

A Amazonas Filarmônica realiza apresentações todas as quintas-feiras: dia 6, programa dedicado a Villa-Lobos e a Claudio Santoro; dia 13, dedicado a compositores poloneses; dia 20, concerto com o maestro convidado Carlos Prazeres, titular da Orquestra Sinfônica da Bahia, com peças somente de Tchaikovsky.

Ainda este mês, haverá também uma apresentação do violinista Leonardo Jaffer, de 14 anos, neto de Humberto Jaffer, falecido recentemente, e outra do cravista Alessandro Santoro, filho de Claudio Santoro.