Publicidade
Entretenimento
Acupuntura técnicas

Os benefícios trazidos pela acupuntura para todo o corpo

Técnica milenar chinesa trata o organismo por completo, afirma a doutora Kátia Matos que atua há 15 anos em Manaus nesta especialidade 15/03/2012 às 14:26
Show 1
A acupuntura também é indicada por outros profissionais para ajudar no tratamento dos pacientes
Ivânia Vitória Manaus

A acupuntura atravessou o continente e virou febre no mundo ocidental na década de 1970, mas até hoje essa técnica ocidental de tratamento médico surpreende a todos com suas multifunções. “A acupuntura é a técnica onde se trata o paciente como um todo e onde você melhora várias patologias”, observa a doutora Kátia Matos. Há 15 anos atuando em Manaus, ela já fez inúmeros cursos na China e no Japão em busca do aperfeiçoamento na área.

Indicada para aliviar dores no corpo, problemas neurológicos e psicológicos, essa técnica de tratamento é antiga e bastante utilizada no mundo ocidental. Foi em uma viagem a China, que o então presidente dos EUA, Richard Nixon, recorreu ao tratamento para aliviar uma crise provocada por problemas na coluna e virou um propagador da acupuntura por essas bandas.

Mas longe de ficar restrita aos cuidados com a coluna, a técnica expandiu suas funções e é recomendada até mesmo no controle da ansiedade, como explica Kátia Matos. “Está comprovado que a  acupuntura age tal e qual como se o paciente estivesse tomando uma medicação ansiolítica (medicamento com efeito calmante)”, relata.

Cumulativa

O método chinês tem ação cumulativa, ou seja, uma sessão é diferente da outra. “Melhora o humor, sono, e relaxa mais o paciente, mas também depende da qualidade de vida que ele leva. Se você vive o dia todo sob tensão, estresse e pressão, mesmo fazendo acupuntura, vai continuar com os mesmos processos que desencadeiam as crises de ansiedade”, observa a especialista. Nesse caso, além do tratamento com a acupuntura, deve-se fazer uma atividade física para descarregar as endorfinas, junto com terapia para mudar o padrão de vida, aconselha  Kátia Matos. 

Há dois anos, a doutora foi até o Japão para participar de um curso. Foram 15 dias de estudos do novo método de acupuntura Yamamoto. “Todo o agulhamento é feito usando só a cabeça”, lembra. Segundo a médica, foi feito um estudo para saber como usar esse novo método. “Essa técnica é indicada para patologias neurológicas, pacientes que tiveram AVC, mal de Parkinson e Alzheimer. É lógico que não cura essas doenças, mas melhora os sintomas”, afirma uma das maiores conhecedoras da técnica na cidade.