Publicidade
Entretenimento
Vida

Os prós e os contras do botox

Apesar de ser constantemente utilizado, o botox é um agente biológico, e configura um genérico proibido pelas autoridades sanitárias. É preciso saber o método mais adequado individualmente e aplicá-lo sob cuidados médicos 31/10/2012 às 19:44
Show 1
O cuidado com a aplicação do botox visa evitar consequências indesejadas, que podem comprometer a aparência do rosto
acritica.com Manaus, AM

O tempo passa e as marcas ficam: principalmente na pele. As linhas hiperfuncionais, popularmente chamadas de rugas, refletem a maturidade das pessoas, mas quase nunca são bem vindas, por conta das convenções estéticas da sociedade, que determinam as rugas como um incômodo visual na face.

A tendência para a suavização das incômodas rugas é a toxina botulínica (ou botox), que evita a contração dos músculos da face, o que impede a ocorrência das rugas. A não-contração dos músculos ocasiona neles um relaxamento, e faz com que as rugas não tomem forma.

Entre todos os procedimentos existentes para o rejuvenescimento facial, o botox é o mais procurado pela população, apesar de poder ser associado a outros métodos, como preenchimentos, peelings, laser, entre outros.

“É um procedimento fácil, rápido, indolor e que proporciona uma expressão mais suave, diminuindo linhas de expressão, deixando uma aparência natural, relaxada, sem ficar congelada”, afirmou o Dr. Nelson Letízio, cirurgião plástico, dirigente da Cirurgia Plástica ‘Nelson Letízio’ e membro titular da SBCP - Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Apesar de ser constantemente utilizada, a toxina botulínica é um agente biológico, e configura um genérico proibido pelas autoridades sanitárias. As toxinas não devem ser comparadas, por possuírem dosagens, potências e particularidades diferentes de aplicação, gerando resultados e duração diferentes. Por isso, o médico sempre deve ser consultado antes de procedimentos como esse.

Procedimento

O médico explica os procedimentos de aplicação das toxinas botulínicas. “A toxina botulínica é aplicada através de pequenas injeções em músculos específicos, relacionados às linhas de expressão. Ao relaxar esses músculos, é possível evitar uma expressão marcada e as rugas mais evidentes. O efeito do tratamento dura até 6 meses, dependendo da profundidade das rugas, sendo então necessária uma nova aplicação para a manutenção dos resultados”, ressaltou Letízio.

O especialista afirmou também que o equilíbrio nas aplicações é fundamental e que mães em amamentação e gestantes não podem se submeter à aplicação de botox.  “Quando o procedimento é realizado sem exagero, tratando os grupamentos musculares que produzem mais rugas, a expressão da pessoa não é afetada, ficando bem natural”, assegurou.

A aplicação da toxina botulínica deve ser realizada apenas por médicos e é feita no consultório. Os pontos do rosto são selecionados de acordo com as características de cada pessoa, assim como a dose necessária para se obter o efeito desejado deve ser determinada individualmente. O tratamento é praticamente indolor, porém para aumentar o conforto do paciente, pode-se usar um creme anestésico local antes da toxina botulínica. Normalmente, o procedimento é rápido, durando cerca de 20 minutos. Os resultados são visíveis de 1 a 3 dias após a aplicação.

Cuidados

O cuidado com a aplicação do botox visa evitar conseqüências indesejadas, que podem comprometer a aparência do rosto, como expressões de aspecto artificialou desvios musculares. O procedimento deve ser realizado em clínicas conceituadas e por médicos credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, para maior segurança.

Para a aplicação das toxinas botulínicas, não é necessário ter muitas rugas, uma vez que a quantidade não define a profundidade delas, podendo alguém ter poucas rugas com enorme grau de expressão. O objetivo maior da aplicação das toxinas botulínicas é o rejuvenescimento.

O Dr. Nelson Letízio dá dicas do que é preciso fazer depois da aplicação da Toxina Botulínica:

- não manipular (tocar) a área tratada;

- não abaixar a cabeça nem deitar durante um período de 2 horas;

- no caso de pequeno inchaço e/ou hematoma, deve-se fazer compressa gelada no local;

- para manter o resultado, sugere-se nova aplicação em até 6 meses.;

- retornar às atividades habituais e evitar esforços físicos por um período de 24 horas.