Publicidade
Entretenimento
Vida

Papai Noel morará no Largo São Sebastião até o dia 23

A programação faz parte dos Festejos Natalinos 2012 do Governo do Estado do  Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (SEC). Casa das Artes foi toda ambientada doces e objetos natalinos 06/12/2012 às 08:49
Show 1
O local se transformou em um reino encantado e faz alegria da criançada desde segunda (03)
a crítica Manaus, AM

O espírito natalino invadiu o Largo de São Sebastião, mais precisamente a Casa das Artes. Cheio de luzes, presentes, cores e decoração clássica natalina, o local se transformou em um verdadeiro reino encantado e vem fazendo a alegria da criançada desde segunda-feira, dia 3. Com horário de funcionamento a partir das 18h – diariamente, até o próximo dia 23 –, a programação faz parte dos Festejos Natalinos 2012 do Governo do Estado do  Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (SEC).

“Procuramos trazer para o Largo uma visão real da casa do Papai Noel, com a sala de entrada, onde ele fica na sua cadeira e conversa com os visitantes, tem a chaminé, o quarto do casal Noel, sala de jantar e a oficina de brinquedos do bom velhinho”, comentou José Luiz, administrador da Casa das Artes.

Segundo ele, ainda, a recepção dos pequenos vem sendo a melhor possível. “A reação delas é fantástica, linda, conversam, pedem seus presentes, beijam. As mais descontraídas até fazem coro se o Noel ainda não está pronto, se chegam antes das 18h”, revelou.

Decoração

Toda a ambientação da Casa das Artes – que conta, também, com uma tentação de doces e gostosuras à sala de jantar do Bom Velhinho – leva a assinatura da Central Técnica de Produção (CTP) e levou de sete a dez dias para ser montado

Papai Noel

Com voz calma, bochechas rosadas e olhos azuis, o representante legítimo da família Noel no Largo possui uma trajetória bastante interessante. Isto porque ele, Cléber (nome fictício, para preservar o espírito natalino), faria apenas uma substituição, mas, ao vestir a roupa vermelha, calçar as botas e colocar o gorro, se sentiu o verdadeiro Bom Velhinho.

“Não sou alguém que faz o serviço. Faço de tudo para que não saibam que sou eu que faço, para manter a magia e, principalmente, para encantar ainda mais as crianças e pessoas conhecidas, que não me reconhecem. Nem meu neto me reconhece”, destacou o Papai Noel.

De acordo com ele, a interpretação do famoso personagem vai bem além da caracterização. “Noventa por cento dos Papais Noéis que as crianças veem são bonecos ou desenhos. Então desenvolvi minha produção para parecer o mais possível com o boneco. Se fico muito tempo sem me mexer, pensam que sou boneco mesmo”, apontou.

Serviço

o que é:  Casa do Papai Noel

onde:  Casa das Artes, Largo de São Sebastião, Centro

quando:  Diariamente, a partir das 18h, até o dia 23 de dezembro