Publicidade
Entretenimento
Vida

Peça traz um corpo que fala para espaço do Ateliê 23 em Manaus

Adaptação livre do texto 'Tabataba' de Bernard-Marie Koltès, espetáculo 'Aconteceu, acontece, acontecerá', entra em temporada no novo espaço cultural da cidade 16/04/2015 às 14:10
Show 1
Trabalho é uma adaptação livre do texto “Tabataba” de Bernard-Marie Koltès
Jéssica Amorim Manaus (AM)

Nesta sexta-feira (16) estreia a primeira temporada do espetáculo “Aconteceu, acontece, acontecerá”, no espaço do Ateliê 23 – Casa de Criação, com direção de Gleidstone Melo.

A peça é uma livre adaptação do texto contemporâneo “Tabataba” do dramaturgo Bernard-Marie Koltès feita pelo diretor e os atores Paco Júnior e Pricilla Conserva.

No enredo, Maimouna, irmã mais velha de Petit Abou, não quer mais estar próxima a ele e busca a sua liberdade. Para conseguir isto, ela começa a exigir que seu irmão saia de casa para socializar com outras pessoas e conhecer mulheres e amigos.

O trabalho originou-se na disciplina de Direção II do curso de Teatro da Universidade do Estado do Amazonas (Uea), e, segundo Gleidstone, traz como proposta a busca de formas do corpo comunicar além da palavra verbal.

“No processo, eu trazia indagações e eles construíam em cima disso uma partitura corporal. Queríamos que o próprio corpo apresentasse as ações, foi uma escolha nossa”, explica.

Gleidstone, que também é ator, estreia na função de direção com esse espetáculo e afirma que as decisões foram tomadas de forma conjunta com os atores, assim como a adaptação da dramaturgia. “Na maior parte, os atores também traziam propostas, além de mim. Nós testávamos todas antes de decidir se elas ficavam ou não”, diz. Ele também assina a concepção da iluminação e da sonorização.

Esta é a primeira vez que o espetáculo se apresenta fora da universidade, após um convite do artista Taciano Soares, fundador do espaço Ateliê 23. Gleidstone afirma que o grupo tinha interesse em amadurecer o espetáculo com mais apresentações, mas não tinha conseguindo um espaço para isso até então.

Outro trabalho

Além do “Aconteceu, acontece, acontecerá”, o ator e diretor também está trabalhando no processo de outra peça. “Senti um vazio quando o coração foi embora, mas agora está tudo bem”, texto da dramaturga inglesa Lucy Kirkwood.

A obra fala sobre o tráfico de mulheres, a partir da história de Dijana, uma europeia que foi traficada e levada para a Inglaterra. Nessa empreitada ela cria um mundo ilusório em busca de sobreviver no universo em que está inserida.

O espetáculo é referente ao trabalho de conclusão de curso do Gleidstone Melo e no momento está tentando arrecadar financiamento através do site Cartase. A estreia está prevista para final de junho.

O que tem no Ateliê 23

Além de disponibilizar o espaço para apresentações, o Ateliê 23 – Casa de Criação está com inscrições abertas para cursos artísticos até o dia 30 de abril.

Os cursos são de Interpretação Teatral, ministrado pelo diretor e ator Taciano Soares, de Ilustração Básica com o ator e arista Eric Lima e de “Clownvivência”, que tem como mentores os palhaços e atores Jean Palladino e Richard Harts.

Segundo Taciano, também fundador do espaço, a iniciativa de abrir o Ateliê para apresentações e atividades é inspirada pela consciência do potencial de Manaus como local que produz arte, mas que, infelizmente, não tem muito estímulo. “Nós acreditamos que o espaço físico Ateliê 23 tem esse dever que é um compromisso da cia com a cidade. No fim tudo corrobora para esse engajamento que temos (e queremos expandir) do primor técnico nas produções cênicas e uma constante busca na melhoria dos nossos atuantes. É meio utópico, é verdade, mas é a nossa busca e o nosso foco. Queremos contribuir com a formação de nossos artistas”.

Todas as aulas se iniciam a partir da primeira semana de maio, com duração de dois meses cada curso e custam cem reais a mensalidade. Para participar é possível se inscrever no próprio Ateliê ou solicitar uma ficha de inscrição pelo e-mail atelie23casadecriacao@gmail.com. As vagas são limitadas e iniciantes e não iniciantes poderão participar dos cursos.

Além disso, outro espetáculo já está em temporada no espaço, “Persona – Face Um”, da qual Taciano assina direção e provocação dramatúrgica. Sua proposta é abordar a transexualidade como poesia dramática.

A peça está em cartaz todos os sábados até o fim de maio, às 20h, ingresso R$30 inteira.

Serviço

O quê: Temporada do espetáculo “Aconteceu, acontece, acontecerá”

Quando: Toda sexta, de abril a maio

Horário: às 20h

Onde: Ateliê 23 (Rua Tapajós, 166, Centro)

Preço: R$30(inteira)/ R$15 (meia)