Publicidade
Entretenimento
Vida

Pilates para envelhecer com saúde

O exercício traz benefícios como aumento da força, capacidade respiratória e fortalecimento muscular 25/03/2013 às 12:17
Show 1
Exercício é indicado para todas as idades
acritica.com ---

O brasileiro hoje tem uma expectativa de vida de 79,4 anos, de acordo com pesquisa feita pelo IBGE( Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em novembro de 2012. A arte de envelhecer bem é marcada pela busca crescente da prática de atividade física, melhorias na alimentação e mudanças para garantir a qualidade de vida.

Apesar de ser uma raridade, o ser humano é capaz de viver até os 100 anos. Mas para tanto é preciso ter como prioridade uma alimentação balanceada e bom preparo físico. “É natural que com o avanço da idade as pessoas percam massa muscular e óssea, diminuindo o equilíbrio e a flexibilidade. Com a prática de pilates as pessoas da ‘melhor idade’ encontram a solução para contornar esse problema”, explica Roberta Rubaudo, profissional do Maha Studio do Corpo (SP).

Os benefícios deste método são: aumento de força, melhor capacidade respiratória, fortalecimento muscular, correção da postura e o alivio de dores, principalmente as lombares. “Também podemos destacar a melhora a autoestima, pois o idoso se sente capaz de fazer exercícios que antes julgava impossível. Isso reflete nos afazeres do dia a dia”, completa Roberta.

A profissional ainda destaca que “com algumas sessões as limitações físicas da pessoa na terceira idade vão sendo abrandadas e eles ganham um aumento significativo de vitalidade. O equilíbrio corporal também é um grande avanço já que o idoso tem seu equilíbrio comprometido com a idade”.

As aulas são feitas em grupos de até 3 pessoas, para que as séries possam ser adaptadas às necessidades de cada praticante e o instrutor acompanhe os movimentos de cada aluno. “Todos os exercícios respeitam os limites do corpo, sem o risco de lesões corporais, pois o pilates é um trabalho aplicado com segurança, não cansa e não causa dores musculares posteriores,” finaliza Roberta.