Publicidade
Entretenimento
Vida

Programação acadêmica integra o Festival de Teatro do Amazonas

'O rico avarento', de Daniel Mazzaro, e “O casamento”, da Cia. Amattores, serão exibidas respectivamente nas mostras Infantojuvenil e Adulta 09/10/2012 às 10:08
Show 1
'O rico avarento' mostra a história de um coronel mesquinho e seu mestre-sala humilde
a crítica Manaus, AM

Em seu segundo dia de espetáculos, a 9ª edição do “Festival de Teatro da Amazônia” (FTA) recebe, hoje, as peças “O rico avarento”, de Daniel Mazzaro, e “O casamento”, da Cia. Amattores, respectivamente nas mostras Infantojuvenil e Adulta.

Escrita pelo autor brasileiro Ariano Suassuna e baseada na obra do escritor francês Molière, a montagem dirigida por Mazzaro dá o pontapé inicial para a Mostra Infantojuvenil do festival.

A trama, ambientada no sertão nordestino, conta a história de um coronel, rico e avarento, e Tirateima, rapaz humilde que, por falta de emprego, aceita ser o mestre- sala do coronel.

Já na categoria Adulta, que abriu com o espetáculo “Isabel do Brasil” – produção do Teatro Experimental do Sesc (Tesc) com direção de Márcio Souza –, o destaque fica por conta de “O casamento”.

Sob o comando de Jean Palladino, que também atua na peça, a montagem mostra um casal que aparentemente não se conhece, mas que tem a impressão de já ter se visto antes. Ligados por uma sensação não compreendida, os pombinhos buscam desenterrar um passado tomado de sentimentos angustiantes e lembranças distorcidas e perturbadoras de um casamento.

“A nossa proposta objetiva expor uma verdade latente do amor perecível, de sentimentos mortos pela negligência humana em anular sua autenticidade, permanecendo na rotina, acomodando-se e esquecendo até mesmo de si”, comentou Palladino.

Programação paralela

Além dos espetáculos, o segundo dia de FTA marca, também, o início da programação acadêmica do festival. Às 11h30, logo após a peça “O rico avarento”, o público poderá participar de um debate sobre a montagem “Isabel do Brasil”, no Centro Cultural Palácio da Justiça, na Avenida Eduardo Ribeiro, 833, Centro.

“Todas as peças serão discutidas, um dia depois de suas apresentações, por integrantes do festival e pelo público presente. O objetivo é um intercâmbio de experiências com intuito de estimular o aprimoramento artístico”, ressaltou Dyego Monnzaho, coordenador geral do evento.

Além disso, no mesmo local, a partir das 15h, será realizada  a oficina “Composição da Cena”, ministrada por Douglas Rodrigues, diretor da Cia. Arte e Fato.

Serviço

O que é:  9º Festival de Teatro da Amazônia

Onde:  Teatro Amazonas

Quando:  até o dia 17 de outubro

Horários:  Espetáculos infantis às 10h; espetáculos adultos às 20h

Ingressos:  R$ 10 (estudantes pagam R$ 5)