Publicidade
Entretenimento
Vida

Projeto 'Sesc Partituras' estréia com músicos da Amazonas Filarmônica

Serão realizados concertos simultâneos em 23 estados do país (AC,AL,AM,BA,CE,DF,ES,MA,MT,MG,PA,PB,PR,PE,PI,RN,RS,RO,RR,SC,SE,TO,RN e RJ) 06/04/2012 às 15:19
Show 1
O músico russo Vadim Ivanov (clarineta) participa do projeto 'Sesc Partitura'
acritica.com Manaus

O concerto de lançamento nacional do “Sesc Partituras” acontece no próximo dia 14, com músicos da Orquestra Amazonas Filarmônica. A apresentação será realizada a partir das 17h,  na sala de música da Escola Superior de Artes de Turismo (Esat) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

No Amazonas, o concerto terá os músicos Irina Kazak (piano), Maria Grigorova Georgieva (violino), Vadim Ivanov (clarineta) e Cláudio Abrantes (flauta e saxofone).

A apresentação segue a proposta das outras unidades do Sesc no País, onde músicos de cada Estado, incluindo grupos de câmara, corais, solistas e orquestras, apresentam as composições para o projeto.

Todo o repertório apresentado consta do acervo “Sesc Partituras”, que tem como proposta divulgar nacionalmente a iniciativa e difundir a música brasileira, estimulando a formação de grupos de câmara, além de possibilitar ao público o contato com a riqueza da música escrita no Brasil. Serão realizados concertos simultâneos em 23 Estados.

Acesso gratuito

O site “Sesc Partituras” permitirá ao público em geral o acesso a uma biblioteca virtual de música formada exclusivamente por obras de compositores brasileiros de todas as épocas.

O acervo disponibilizará, por meio de um sistema de catalogação e busca eficiente, a visualização e audição integrais de cada obra — o que é de suma importância para consultas efetuadas por usuários da área, sobretudo no caso de músicas inéditas. Todo o acervo também estará disponível na íntegra para impressão.

Entre as obras estão composições raras (até então mantidas em manuscritos originais) de compositores consagrados como Francisco Mignone, Guerra-Peixe e Glauco Velásquez; peças de relevância histórico-patrimonial como as do Padre José Mauricio Nunes Garcia (1767-1830); além de obras de compositores contemporâneos de destaque no cenário nacional, como Alexandre Schubert, José Orlando e Elieri Moura.