Publicidade
Entretenimento
ópera I Puritani

Público de outros estados prestigia Festival Amazonas de Ópera

Plateia lotada de basicamente pessoas da terceira idade, muitos vindos de outros Estados, para acompanhar a montagem. 25/04/2012 às 15:27
Show 1
Estreia da ópera I Puritani no Teatro Amazonas
Piero Caíque Manaus

Seguindo a programação da XVI edição do Festival Amazonas de Ópera, o Teatro Amazonas foi palco da estreia da montagem de “I Puritani” de  Vincenzo Bellini. O evento reuniu um público de 411 pessoas, amantes de música erudita.

Plateia lotada basicamente de pessoas da terceira idade, muitos vindos de outros Estados, para acompanhar a edição 2012 do evento. Para o professor Danilo Santos o festival é lindo, mas a presença do público local compromete o valor do evento. “O público amazonense parece estar de fora, ou mesmo “por fora” das apresentações do Festival mantido pelo Governo”, disse.

Para a arquiteta paulista, Raquel Campos, de 58 anos, o evento é de uma grandiosidade absurda. “É difícil de imaginar que podemos encontrar um festival assim tão bem estruturado com elencos de qualidade tão elevada, em uma metrópole como é Manaus”, disse ao acritica.com

Enredo
“ I Puritani” é ambientada  na Inglaterra em meio à guerra civil da década de 1640 que dividia a terra entre os partidários do Parlamento e os monarquistas de Stuart. A trama que se desenrola em meio ao clima tenso de guerra é recheada de amores intensos, uma rainha aprisionada em um castelo, fugas, perseguições e idealismo.

A ópera é dividida em três atos e é a décima e última ópera de Bellini que se inspirou totalmente em “ Nina” , obra do compositor italiano Giovanni Paisiello que é considerado uma das figuras mais significantes da ópera italiana. Paisiello é também considerado uma forte referência no desenvolvimento do estilo bel canto.

No elenco estão os tenores Cleyton Pulzi e Enrique Bravo, a soprano Laryssa Alvarazi, o barítono Vinícius Atique, os baixos Sávio Sperandio e Murilo Neves, a mezzo-soprano Andreia Souza, o Corpo de Dança do Amazonas, Coral do Amazonas e os jovens músicos da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica sob a regência de Luiz Fernando Malheiro e Frederico Sardella.