Publicidade
Entretenimento
Vida

Quarto da alegria: ideias e dicas para o espaço da criançada

O quarto das crianças deve ser não apenas seguro e confortável, como também um ambiente descontraído, divertido, lúdico e funcional 10/10/2015 às 12:00
Show 1
Cores, temas e figuras deixam o espaço com a cara da criança
JONY CLAY BORGES Manaus (AM)

Mais do que simples local de descanso, para a maioria das crianças os quartos costumam ser também espaços de estudo, de lazer e até de socialização com os amiguinhos. Esse refúgio dos pequenos, portanto, deve ser não apenas seguro e confortável, como também deve ser um ambiente descontraído, divertido, lúdico e funcional, de forma a deixar meninos e meninas bem à vontade e até contribuir para despertar sua criatividade e imaginação.

Uma ótima aliada nessa tarefa é a decoração: com uma boa dose de criatividade e de espírito juvenil, é possível dar mais cor, alegria e diversão ao espaço cativo da criançada. Tomando a deixa do Dia das Crianças, o Vida&Estilo ouviu especialistas e reuniu algumas ideias, dicas e sugestões para compor um ambiente adequado para a criança poder dormir, estudar, brincar e vivenciar momentos com conforto e tranquilidade.

Cores e paredes 

Se a ideia é dar novas cores e tonalidades ao espaço dos pequenos, não existe muito segredo: dá para ficar à vontade na escolha dos tons, tendo apenas o cuidado de não sobrecarregar ou escurecer o local. Vale também dar ouvido ao que a criança quer. “Hoje em dia elas gostam de escolher um tema, mas não há uma regra. Só atentar para não ficar um quarto muito ‘agitado’, e a criança não conseguir descansar”, explica Theka Mendes, arquiteta e urbanista do escritório Espaço Projeto.

Não quer cheiro de tinta em casa? Uma sugestão mais fácil e prática é apostar em papéis e adesivos de parede. Com incrível variedade de texturas, cores e temas à disposição, esses materiais são mais simples de se aplicar e permitem criar de nichos divertidos até cenários completos no quarto da criança. E os pequenos podem até dar uma mãozinha na tarefa. “Eles gostam de interagir, e se envolvem mais com o ambiente”, comenta Theka.

Móveis e utilitários

Se o espaço está um tanto sóbrio e mexer com as paredes não é uma opção, uma ideia bacana é investir num mobiliário colorido – de preferência disposto em pontos estratégicos, de forma harmônica. Algumas lojas hoje produzem móveis com cores não tradicionais, mas também é possível – e mais barato – comprar peças brancas e pintá-las na cor desejada. Theka atenta apenas para o cuidado com a segurança do menino ou menina. “Se a criança é muito pequena, é preciso evitar peças com pontas e quinas agudas”.

O mobiliário tradicional também pode ser substituído por peças únicas, pensadas para crianças. Exemplos são camas com formato de carros ou até beliches com escorregadores. Para crianças pequenas, há camas dentro de cabaninhas, que podem até ajudar na transição do berço para a cama comum.

Alguns móveis podem ainda contribuir para diminuir a bagunça da criançada, e assim ajudar os pais na hora da arrumação. Algumas peças e arranjos, aponta Theka, podem ser estratégicos para manter a organização. “Baús são itens bem interessantes para isso. Também é legal ter uma estante própria para os brinquedos, uma escrivaninha onde a criança possa deixar livros e mochilas quando chega da escola”, opina a arquiteta. “Áreas de estudo são boas inclusive para criar essa rotina na criança”, completa.

Iluminação

Luzes e luminárias não podem ficar de fora do planejamento para o quarto infantil, como assinala Theka. “É ideal que se tenha uma boa iluminação no espaço onde se brinca e também estuda”, aponta a especialista. Luminárias, abajures divertidos e pisca-piscas são sempre uma festa para qualquer menino ou menina, e ainda podem ajudar a afastar um bicho-papão – na cabeça de quem tem idade para acreditar neles. Isso não impede, por outro lado, que os pais invistam também em soluções de iluminação mais sofisticadas.

“É legal que a luz possa ser dimerizada, isto é, de intensidade controlada”, sugere Theka. “Dá para deixar uma luz fraquinha, em que as crianças fiquem à vontade”. Enfim, confira estas e outras dicas nesta página, e acrescente sua própria dose de criatividade para transformar o quarto de seu (ou seus) pequeno(s). Que tal voltar no tempo e lembrar de como era o quarto de seus sonhos de infância? O mês é das crianças, então está valendo!

Ideias para dar um ‘up’ no quarto das crianças

Balanços: dica de Germana Duarte para os quartos infantis, o balanço pode servir tanto como brinquedo, em quartos amplos, quanto como uma pequena rede ou cadeira para descanso. A única recomendação é planejar bem a novidade e ter cuidado e na hora da instalação.

Quadro negro na parede: que tal transformar uma simples parede num grande brinquedo lúdico para as crianças? O quadro-negro funciona como espaço criativo para desenho, escrita, além de decoração orgânica. Basta aplicar tinta esmalte fosca e comprar giz para a meninada!

Cabanas: são superfáceis de fazer e as crianças adoram. Com cabos de madeira e tecido dá para criar uma no estilo dos índios norte-americanos, como na foto mais à direita. Depois de pronta, basta jogar alguns travesseiros e lençóis dentro e deixar a criançada se divertir.