Publicidade
Entretenimento
CANÇÕES

Recital 'Amazônia Encanto' de voz e piano chega ao Palácio da Justiça neste domingo

O evento conta com a voz da soprano Amanda Aparício e do maestro Hugo Pinheiro, ao piano. A entrada é gratuita. Confira o repertório 24/11/2017 às 14:42 - Atualizado em 24/11/2017 às 14:46
Show recital
(Foto: Divulgação/SEC)
acritica.com* Manaus (AM)

O recital “Amazônia Encanto” será atração no Centro Cultural Palácio da Justiça neste domingo (26), às 11h. Com 14 canções de compositores nascidos na região, o evento aborda o lendário amazônico e o imaginário caboclo por meio da música erudita e conta com a voz da soprano Amanda Aparício e do maestro Hugo Pinheiro, ao piano. O recital, com entrada gratuita, tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e integra o Programa Espaço Aberto.

Dois dos compositores escolhidos para o repertório são Altino Pimenta e Waldermar Henrique, do Pará. Deste último a dupla apresenta as nove lendas amazônicas, que contam sobre o boto, a cobra-grande, curupira e outros mitos.

“Somos um dos poucos espetáculos em que se apresentam todas as nove lendas do Waldemar, pelo desafio de se achar e montar as partituras. Mas, conseguimos estruturar as canções e iremos apresentá-las completas no recital”, disse a soprano que é solista da Orquestra de Violões da Amazônia (OVAM).

Também fazem parte das canções do recital os compositores Arnaldo Rebello e Pedro Amorim, de Manaus. “Escolhemos as obras ‘Toada Baré’ e ‘Minha Terra’ destes compositores porque falam sobre as belezas da nossa terra e do nosso jeito caboclo de ser, que são os temas principais do espetáculo”, diz Amanda.

O evento ainda contará com projeções de vídeo que irão mostrar animações das lendas e entrevistas com o indígena Miguel Dessana e o ex-seringueiro Jaime Souza, no intervalo das canções. A dupla relata ao público, com o jeito caboclo, os mitos da Amazônia. “Queremos que o público se sinta tocado pelas palavras deles e percebam como é rica a nossa cultura”, explica a soprano.

Preservação da floresta

 O recital termina com uma obra composta pelo maestro Hugo Pinheiro, “Chora Amazônia”, e músicas do compositor Heitor Villa-Lobos, que, ao final da apresentação, fazem um forte apelo de preservação da Amazônia.

“Desde o planejamento, o recital sempre teve o foco no meio ambiente. Mas este ano tivemos a polêmica de uma grande reserva ambiental que poderia deixar de existir, o que mostrou o quanto é necessário conscientizar sobre a importância de cuidar da nossa terra e me deu ainda mais gás para compor”, explica Hugo Pinheiro.  

Apesar da abordagem erudita, a soprano Amanda Aparício ressalta que o recital é para toda a família. “Muitos têm preconceito com a música erudita porque muitas vezes elas são apresentadas em outras línguas, mas todas as 14 músicas do recital são cantadas em português, com um tema que é comum a todos, falando de nossos mitos e da exuberância da Amazônia”, destaca. 

Confira o repertório do recital:

Arnaldo Rebello – Toada Baré

Pedro Amorim – Minha Terra

Waldemar Henrique – Lendas Amazônicas:

N.1 – Foi Bôto, Sinhá

N.2 – Cobra Grande

N.3 – Tamba-tajá

N.4 – Matintaperêra

N.5 – Uirapuru

N.6 – Curupira

N.7 – Manha-Nungará

N.8 – Nayá

N.9 – Japiim

Altino Pimenta – Toada da Canoa

Hugo Pinheiro – Chora Amazônia

Heitor Villa-Lobos:

Bachianas Brasileiras n.5 Ária (Cantilena)

Melodia Sentimental

Serviço

O que: Recital "Amazônia Encanto" no Centro Cultural Palácio da Justiça

Data/hora26 de novembro, domingo, às 11h

Local: Avenida Eduardo Ribeiro, 901, Centro

Entrada: Gratuita

Classificação: Livre

*Com informações de assessoria de imprensa