Publicidade
Entretenimento
GAMES

Repaginado, Kratos faz retorno triunfal em novo ‘God of War’ para PlayStation 4

Aguardado jogo terá lançamento mundial na meia-noite de hoje na Mega Store, no Manauara Shopping 19/04/2018 às 14:26
Show capturar
(Foto: Divulgação)
Tiago Melo Manaus (AM)

Parece que foi ontem quando anunciaram o novo ‘God of War’ durante a conferência da Sony, na Electronic Entertainment Expo (E3) de 2016, e vimos o protagonista do game, um Kratos agora mais velho e barbudo, vagar pelas gélidas terras nórdicas acompanhado do filho Atreus. 

De lá para cá, a certa desconfiança que pairava sobre o exclusivo do PlayStation 4, que sofreu diversas mudanças em comparação com os capítulos anteriores da série, foi sendo minada e a expectativa dos fãs apenas aumentou com o extenso material promocional divulgado pela gigante japonesa. 

Quase dois anos depois, e uma data de lançamento incerta, que apontava apenas para “início de 2018”, o jogo finalmente chega às lojas do mundo todo na madrugada desta sexta-feira (20). Em Manaus, a MegaStore do Manauara Shopping preparou evento de lançamento com direito a brindes, estações de gameplay e atividades surpresas. Ao que tudo indica, o novo título do deus da guerra já é um sucesso entre a crítica especializada, alcançando a maior pontuação (95) de toda a franquia no site agregador de notas, Metacritic. Resta saber o que os fãs vão achar deste novo começo.

Para o estudante Leandro da Costa, de 17 anos, as expectativas para o lançamento estão divididas. “Pelo fato de ser um universo novo, baseado em uma mitologia a qual não estamos acostumados e com controles diferentes, estou com um pouco de receio”, afirmou o fã.

Fascinado pela jogabilidade, história e trilha sonora dos demais ‘God of War’, Leandro, que já jogou todos os games principais da série, conta que seu favorito é o segundo e que acha difícil este novo superá-lo. “Ao mesmo tempo, não vejo a hora de jogá-lo e conferir pessoalmente o produto”, disse ele.

Novo começo

Lançado inicialmente há 13 anos, para PlayStation 2, o primeiro ‘God of War’ (2005) foi um divisor de águas. Com gráficos fantásticos para a época, uma história sombria sobre vingança misturada com a mitologia grega, um personagem principal brutal e sanguinário, o game deu sucessão a outros três games principais, além de dois jogos para consoles portáteis, um para celular, quatro coletâneas e uma remasterização. 

Era chegada a hora, portanto, de um novo começo para Kratos na atual geração de videogames, em um novo cenário, nova mitologia, novo sistema de combate, novas mecânicas, novo tudo. A missão ficou a cargo de Cory Barlog, que também foi o principal animador de God of War I (2005) e diretor de God of War II (2007). 

“Se você já jogou God of War, se você experienciou os games, você pode jogar este já sabendo quem é Kratos. Mas se você nunca jogou, esta é a hora perfeita para se envolver. Você não vai sentir como se precisasse jogar os games anteriores. Essa história se basta sozinha”, afirmou Barlog, em entrevista ao site IGN. 

De acordo com ele, a história se passa alguns anos após Kratos ter exterminado todos os deuses do Olimpo em ‘God of War III’ (2010) e ter ficado um tempo perambulando sozinho pela Terra. 

“Ele acredita que ficar sozinho é, provavelmente, a melhor opção. Ele achava que suas interações com as pessoas eram o problema. Mas, na realidade, ele tem problemas internos e precisa enfrentá-los. Kratos está agora mais aberto a mudanças”, explica Barlog, ressaltando que o filho Atreus é quem vai recuperar a humanidade no coração do pai.

Mecânicas renovadas

Vale ressaltar que a jornada, para os jogadores, deve durar cerca de 30 horas. Para os que quiserem completar 100%, esse número sobe para 50. Mas além de uma história mais humana e mapas amplos para serem explorados, o que seria de ‘God of War’ sem seu combate? 

A brutalidade, de certa forma, permanece. Armado com um machado mágico de gelo, um escudo e as próprias mãos, e contando com a ajuda do filho arqueiro, Kratos continua desmembrando seus inimigos sem dó, nem piedade. A diferença é que agora as lutas são mais cadenciadas e estratégicas, não basta mais o jogador ficar apertando o botão sem parar no controle.

Publicidade
Publicidade