Publicidade
Entretenimento
STAR WARS DAY

Saga criada por George Lucas, ‘Star Wars’ completa 40 anos de sucesso no cinema

No próximo dia 4, fãs da série ‘Guerras nas Estrelas’ celebram a fé na força durante o ‘Star Wars Day’ 30/04/2017 às 13:15 - Atualizado em 30/04/2017 às 16:33
Show star wars
Cartaz do primeiro filme, lançado em 1977, que surpreendeu o mundo com efeitos especiais inéditos
Natália Caplan Manaus (AM)

Em uma galáxia não muito distante, no pequeno planeta Terra, um fato impactou milhões de pessoas e o mercado cinematográfico no dia 25 de maio de 1977: a guerra entre a Aliança Rebelde e o Império se tornou conhecida. O sucesso de bilheterias resultou em uma das sagas de ficção mais amadas da história. E, no próximo dia 4 de maio, comemora-se o “Star Wars Day”. Cláudia Pereira (foto abaixo), 50, faz parte dessa história.

“Eu tinha uns 11 ou 12 anos. Ficamos quatro horas em uma fila quilométrica, que ia do antigo Cinema 2, em frente o Teatro Amazonas, e descia pela frente do edifício Cidade de Manaus”, lembra, ao revelar a surpresa com os efeitos especiais inéditos para a época. “Foi um espanto. Todo mundo ficou boquiaberto com os efeitos. Aquilo tudo era tão moderno... Nunca havia visto. Revi o filme outras vezes”, completa.

A data foi escolhida pelo trocadilho (em inglês) na clássica frase “May [maio] the force [for = quatro] be with you”, ou “que a força esteja com você”. Ela é dita como uma forma de “benção”, desejando o bem à outra pessoa. Cinéfila assumida, a amazonense é dona do blog “Mofo no Cinema”, e já tem uma programação para celebrar o universo criado por George Lucas. Cláudia reunirá amigos e familiares próximos para uma maratona.

“Sempre tive o hábito de ver o mesmo filme repetidas vezes (o cinema não era tão caro). Obviamente, os cinemas daqui demoravam a exibir os filmes. Mesmo assim, valia à pena”, afirma, ao ressaltar que não havia produtos da franquia para colecionar. “Não tinha nada por aqui. No máximo, dava para comprar revistas e pôsteres. Os itens viraram moda depois. A cultura era diferente e tinha muita coisa boa acontecendo no mundo cinematográfico.

Amor à primeira vista

Por ser muito pequeno para entrar na sessão, Romeu Franzoia Jr., 45, não estava na première de “Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança” no cinema. Ele morava em São Paulo e, maior, foi levado pelo pai para ver o seguinte, “O Retorno de Jedi” e “O Império contra Ataca”, em 1984. Fã apaixonado, nunca mais perdeu uma estréia e está ansioso para o episódio 8, “Os Últimos Jedi”, em dezembro.

“Foi amor à primeira vista. Quando saiu o primeiro filme, ganhei um LP com as músicas e ouvi. Já tive várias peças de coleção, que se perderam em mudanças. Hoje, tenho uma fantasia (cosplay), sabres, livros e brinquedos”, afirma o desenvolvedor de software.

Franzoia organiza três maratonas anuais com todos os filmes já lançados. O último longa, “Rogue One”, já assistiu cinco vezes no cinema e mais três em casa. “Sou o tipo de fã que, no fundo, gosta mesmo de tudo... Ou quase tudo (risos). A espera, agora, é pelo episódio 8, que parece ser muito bom também. Mas eu vou sempre estar lá, esperando para assistir”, finaliza.

Destaque

Como a saga começa pelo fim, é possível assistir os seis primeiros filmes em ordens diferentes: de lançamento, pela cronologia da trama, ou no estilo ‘flashback’, que faz mais sucesso e evita spoilers (episódios 4, 5, 1, 2, 3, 6).