Publicidade
Entretenimento
Anti-envelhecimento sucos

Saiba quais alimentos são aliados no combate aos sinais do envelhecimento

Além  de consumir uma dieta rica em frutas, legumes e verduras, as pessoas podem contar com produtos que possuem substâncias antioxidantes 21/09/2012 às 10:20
Show 1
Sucos também ajudam no combate aos sinais do envelhecimento
acritica.com Manaus

Com o passar dos anos, os sinais do tempo ficam mais acentuados e diversos homens e mulheres, principalmente entre os 30 e 50 anos procuram soluções para atrasar estas marcas da idade. Mas, muita gente desconhece que uma boa alimentação acompanhada de sucos ricos em antioxidantes, pode ajudar a retardar esses problemas, além de proporcionar outros benefícios para melhorar o funcionamento do organismo, como prevenir doenças cardiovasculares, atuar no combate a infecções e estimular a renovação do sistema imunológico.

A nutricionista Andréia Naves afirma que frutas tipicamente brasileiras como o açaí são riquíssimas em substâncias antioxidantes como a antoacianina, favonóis e flavonas. Frutas e legumas de cor avermelhada, como o tomate, goiaba vermelha e melancia são ricas em licopeno, outro composto antioxidante. Alimentos alaranjados como abóbora e cenoura, contém beta caroteno, percursos da vitamina A, que também exerce este efeito.

Além destes alimentos, algumas sementes como gergelim; leguminosas, como a soja; ervas, como o chá verde, bem como o chocolate amargo, vinho e azeite de oliva extravirgem, também possuem antioxidantes, auxiliando no combate aos radicais livres. 

O consumo de alimentos com potencial anti-inflamatório também é essencial já que a inflamação também participa do processo de envelhecimento. Alguns exemplos destes alimentos são: azeite de oliva extravirgem, castanhas, abacate, peixes e semente de linhaça (ricos em “gorduras boas”, como os da série ômega, excelentes moduladores da inflamação), brócolis, gengibre, cúrcuma e aveia.

A redução do consumo de alimentos refinados, como açúcar, pães e massas brancos e alimentos industrializados em geral, também é importante, pois estes alimentos contribuem para o aumento do processo inflamatório. O consumo de fibras, provenientes de frutas, hortaliças, cereais integrais e sementes auxilia no bom funcionamento intestinal, essencial não só para a adequada absorção dos nutrientes, mas também para a modulação da inflamação e proteção contra toxinas, que também influenciam o processo de envelhecimento precoce.

Alguns fabricantes de sucos têm enviado seus produtos para análises laboratoriais com o objetivo de medir o  índice do ORAC , que determina a inibição de radicais livres nas células. "Em caráter comparativo, seria necessário o consumo de 1039,3g de suco de açaí e 778,5g de suco de mirtilo para alcançar o mesmo ORAC de apenas 100g de suco de cranberry com alta concentração da fruta," explica a nutricionista Andréia Naves, da VP Consultoria Nutricional. Uma destas marcas é a JUXX cujos já tiveram o índice ORAC comprovado em laboratório e possuem  alta concentração da fruta sem o uso de aditivos como aromatizantes e corantes.

A nutricionista também destaca que o modo de preparo dos alimentos também pode interferir positiva ou negativamente na função dos nutrientes presentes nos mesmos. O modo de preparo dos alimentos pode interferir positiva ou negativamente na função dos nutrientes presentes nos mesmos. Por exemplo, o licopeno presente no tomate tem sua ação aumentada quando este alimento é submetido ao processo de cozimento.

Outra forma de preparo para frutas e hortaliças seria a salada crua, na qual conserva-se principalmente as vitaminas com propriedades antioxidantes. Nestas saladas pode-se acrescentar outros ingredientes com função antioxidante, como por exemplo o azeite de oliva extravirgem e sementes em saladas de folhas e legumes, e castanhas em saladas de frutas. Nas preparações em geral, também pode-se acrescentar condimentos e temperos com atividade anti-inflamatória, como o gengibre, cúrcuma, alho e cebola.