Publicidade
Entretenimento
Buzz

Show de Luan Santana no Festival de Verão sofre apagão

Bem-humorado, o cantor utilizou uma lanterna para interagir com a plateia. “A primeira vez que estive aqui passei mal e, agora, faltou energia. Mas Salvador tem luz própria. E essa luz vem de cada um de vocês”, disse o cantor 28/01/2012 às 10:49
Show 1
Além de seus sucessos, como "Adrenalina" e "Sinais", Luan Santana se rendeu a Michel Teló e cantou o hit "Ai Se Eu Te Pego" ( 27/01/12)
UOL/MÚSICA ---

Pelo segundo ano consecutivo, o show de Luan Santana no Festival de Verão de Salvador apresentou problemas. Depois de passar mal no ano passado e suspender a apresentação, o cantor sertanejo enfrentou um imprevisto na madrugada deste sábado (28). Durante sete minutos, o palco principal sofreu um apagão e ficou sem energia.

Bem-humorado, o cantor utilizou uma lanterna para interagir com a plateia. “A primeira vez que estive aqui passei mal e, agora, faltou energia. Mas Salvador tem luz própria. E essa luz vem de cada um de vocês”, disse o cantor. Luan Santana iniciou a sua apresentação com “Adrenalina” e, quando interpretava “Sinais”, jogou o seu violão para os foliões. Em seguida, ficou sentado e interpretou alguns hits, entre os quais “Ai Se Eu Te Pego”, sucesso de Michel Teló.

Ao contrário dos dois primeiros dias do festival, que registraram atrasos de quase uma hora para o início dos shows no palco principal, Frejat iniciou a sua apresentação na noite desta sexta-feira (27) dentro do cronograma estabelecido pela organização do evento. O público ainda não tinha lotado a área destinada ao palco principal quando o cantor começou a interpretar “Exagerado”, um dos maiores sucessos de Cazuza.

Em seguida, cantou “Você Não Entende Nada”, de Caetano Veloso e um pot-pourri com  “Não Vou Ficar”,  “Réu Confesso” e “Você”, de Tim Maia, e “Caleidoscópio”, dos Paralamas. Quando iniciou os primeiros acordes de “Mais Uma Vez”, Frejat foi muito aplaudido. “Essa é uma música que, desde que ouvi pela primeira vez, sempre quis cantar”, afirmou o artista.

Depois que deixou o palco, o cantor disse que vai “continuar trabalhando para igualar a música aos livros” no Brasil. “Defendo a redução de impostos para que as pessoas possam comprar CD e DVD a preços acessíveis e, com isso, vamos aumentar o combate à pirataria.” De acordo com Frejat, a música é “libertária” e ajuda as “pessoas a enfrentarem as diferenças que existem no nosso país”.