Publicidade
Entretenimento
Vida

Socorro Andrade será diretora de Cultura da Agência Municipal de Promoção Cultural e Turismo

“Me senti muito honrada. É minha área, é o que eu gosto de fazer e é muito importante saber o quanto é difícil ter uma política cultural que corresponda a toda uma classe artística. As pessoas vão se identificar com uma administração que quer fazer coisas voltadas para dentro da cidade. Nosso intuito é valorizar o artista de Manaus”, pontuou a atriz amazonense 31/12/2012 às 12:15
Show 1
A atriz e diretora teatral Socorro Andrade
Laynna Feitoza Manaus, AM

A esfera da política cultural de Manaus será contemplada pelo olhar de uma artista da terra. A atriz amazonense Socorro Andrade foi convidada pelo prefeito eleito Artur Virgílio Neto (PSDB) para assumir a direção de cultura da Agência Municipal de Promoção Cultural e Turismo, que é uma unificação da Fundação Municipal de Cultura e Artes (ManausCult) e da Fundação Municipal de Cultura e Eventos (Manaustur).

A seleção de Socorro enquanto diretora da pasta de cultura está inserida no rol das primeiras configurações da Agência Municipal, que a partir de janeiro de 2013 passará a ser comandada por Inês Daou, ex-diretora do Teatro Amazonas e sub-secretária estadual de cultura.

De acordo com Andrade, o gestor municipal que tomará posse no dia 1º  de janeiro já conhece o trabalho da artista, que foi pega de surpresa para assumir o desafio.

“Me senti muito honrada. É minha área, é o que eu gosto de fazer e é muito importante saber o quanto é difícil ter uma política cultural que corresponda a toda uma classe artística. Vamos fazer o melhor, as pessoas vão se identificar com uma administração que quer fazer coisas voltadas para dentro da cidade. Nosso intuito é valorizar o artista de Manaus”, pontuou a artista.

Segundo a atriz, o desejo do prefeito eleito é que a cultura seja a forma de viver de todos. "Artur valoriza muito o artista local. Ele quer ver as crianças dos bairros exercitarem cultura, de serem artistas, de experimentar isso”, certificou.

'O artista precisa se sentir confortável e seguro'

O que mais incomoda em Andrade enquanto artista é o não-reconhecimento do agente artístico manauara. “O que me incomoda hoje está na falta de opção que o artista tem de mostrar o seu trabalho, a dificuldade de ser reconhecido pela cidade onde ele vive. Me incomoda muito a política de que o artista tem que sempre estar em porta de gabinete pedindo as coisas. Temos que ter um mecanismo em que o artista se sinta confortável e seguro, e lutaremos pra isso”, assegurou Socorro.

Sobre a unificação das pastas de Cultura de Turismo, Andrade afirmou que se trata de uma medida para unir e fazer com que as demais pastas trabalhem em conjunto, porém, sem anular a integridade dos setores. A Agência Municipal de Promoção Cultural e Turismo abrigará uma diretoria voltada para turismo e a outra voltada para cultura - esta última é a que terá Socorro à frente. "O desejo da próxima gestão é que as secretarias trabalhem em conjunto com todas as outras secretarias. Dessa forma, o turismo e a cultura estão muito interligados. Será uma forma bacana de pensar”, disse.

Os projetos e demais detalhes sobre os próximos passos da Agência Municipal de Promoção Cultural e Turismo serão discutidos na reunião com todos secretariado direto e indireto, prevista para acontecer na primeira semana de janeiro, após a posse da nova gestão municipal.

“Vamos ter uma reunião com todos os secretários, porque ele (Artur) vai passar a forma com a qual ele quer que todos ajam. Será uma administração com o pé no chão, muito realista. Nós queremos muito ouvir a Inês Daou, ouvir todos os artistas e fazer o cadastro desses artistas para fazer uma parceria aberta”, contou a atriz.

De acordo com os projetos que a próxima diretora de cultura pretende realizar, ela pontuou festivais em comunidades que envolvam todas as categorias artísticas, como música, dança, teatro, entre outros. “Queremos levar para os bairros essa realidade”, justificou a atriz.

Perfil

Nascida em Manaus-AM, Maria do Socorro Mafra de Andrade tem experiência de 34 anos no ramo artístico. É arte educadora, atriz, diretora teatral e produtora de eventos. Atualmente, é diretora e fundadora da Companhia de Teatro Metamorfose, que possui 17 anos.

A atriz criou o 1º grupo de teatro de bonecos de Manaus, chamado Grupo da Rua. Participou da Direção Cênica da Associação Folclórica Boi Bumbá Caprichoso, em Parintins. Participou como atriz da novela Amazônia, da TV Manchete, em 1991.

Gerenciou e coordenou a Comissão Organizadora do 14º FESTRIBAL – Festival das Tribos Indígenas de Juruti, no Pará e foi Gerente do Núcleo de Teatro do Liceu de Ofícios Claudio Santoro. Entre os principais prêmios conquistados ao longo de sua carreira artística, está o Prêmio Estímulo da FUNARTE, com produção do espetáculo “O Segredo da Grande Floresta”, com texto de sua própria autoria.