Publicidade
Entretenimento
Vida

Tecnologia: brinquedos antigos ganham nova roupagem para agradar as novas gerações

Jogos de tabuleiro e outros clássicos dos anos 80 sempre “dão um jeitinho” de voltar para o catálogo das empresas 24/11/2012 às 12:48
Show 1
verificar título
Mellanie Hasimoto Manaus

Smartphones, iPads, Android, PS3 que nada! Os grandes sucessos da adolescência de quem nasceu nos anos 1980 estão com tudo, tanto que as empresas – ligadas nessa nostalgia – aproveitam a oportunidade e lançam novas versões de brinquedos que fizeram sucesso antigamente. Claro, agregando, também, novos elementos para tornar os jogos mais interessantes para as novas gerações.

Já faz um tempo que acontece um “revival” de tudo que as pessoas nascidas nos anos 1980 curtiram quando eram crianças ou adolescentes. Músicas, acessórios, programas de televisão, filmes e até comidas voltaram às prateleiras décadas depois de seu lançamento E, claro, os brinquedos não poderiam ficar de fora.

Oportunidade

A grande prova desse crescente interesse veio com o Genius, brinquedo lançado originalmente em 1980, e relançado em setembro deste ano, na época em que foram comemorados os 75 anos da Estrela e, claro, bem a tempo para o Dia das Crianças.

De acordo com a empresa, este era o produto mais requisitado no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).  Os pedidos para o retorno do brinquedo foram tantos que a Estrela decidiu relançar o Genius exatamente como ele era. A empresa diz que, entre os anos 1980 e 1981, foram comercializados por volta de 500 mil unidades, e espera-se que outros 100 mil sejam vendidos com esse “novo” jogo.

Nostalgia

Bem antes de passar longas horas olhando para uma telinha, as crianças dos anos 1980 e 1990 curtiam reunir amigos e jogar partidas de jogos de tabuleiro. Detetive, War, Banco Imobiliário, Jogo da Vida, Desafino (da Grow) e muitos outros continuam sendo os preferidos de algumas pessoas, e alguns nunca saíram de linha. Todos esses têm reedições que continuam fazendo sucesso entre jovens e adultos de todas as idades.

O universitário Williamns Tadeu é um desses que adoram os jogos e não os trocam por nada. “Tenho a versão mais recente do Jogo da Vida, Scotland Yard e Interpol. Queria comprar a versão mais nova do Banco Imobiliário”, disse.

Este jogo, inclusive, passou por diversas transformações. A versão mais nova, para atrair novos jogadores, traz até uma maquininha de cartão de crédito e débito! São as empresas adaptando seus sucessos para desviar os olhares das pequenas telas, e atrair a atenção para a mesa rodeada de amigos, bem como era antigamente.