Publicidade
Entretenimento
Vida

Um roteiro de compras com novas dicas

Para os brasileiros, o balneário da Flórida é sinônimo de compras, mas existem novidades pela área. O Juvia tem um dos mais belos visuais noturnos de Miami e o Zuma reúne sofisticação e áreas para private dining Peixes e frutos do mar, expostos para escolha do freguês. 11/11/2012 às 19:37
Show 1
Miami e suas praias
acritica.com Manaus (AM)

Com toda a facilidade que existe agora para conseguir o visto de turista para os Estados Unidos e parcelar as passagens aéreas, a única dúvida quando se fala em Miami é... quando ir? De um lado, estão aqueles que deverão estrear o visto e cuja maioria vai ao balneário da Flórida para compras. De outro, estão aqueles passageiros frequentes – para quem só interessa as novidades, entre passeios e restaurantes.

É inegável: Miami, para muita gente, é sinônimo de compras. Os brasileiros são grandes consumidores de vestidos de noiva a roupas de alta costura, de maquiagens a tênis e perfumes, passando pelas peças de lingerie da Victoria’s Secret. Para isso existem os shoppings, os outlets e as ruas recheadas de lojas para shopaholic nenhum botar defeito. Além de lojas, a charmosa Lincoln Road tem cafés para relaxar no intervalo das compras e ali perto fica a Collins Avenue, com lojas em prédios art déco.


No segmento de shopping centers, um dos preferidos dos brasileiros é o Village of Merrick Park, em Coral Gables, com 115 lojas, âncoras como Neiman Marcus e grifonas como Carolina Herrera, Burberry , Jimmy Choo e Tiffany’s & Co.

Uma meca do consumo de luxo é o Bal Harbour Shops, na Avenida Collins. Lá estão renomadas marcas, como Christian Dior, Gucci, Prada e Versace. Com bosques, laguinho e obras de arte, nem parece um shopping center. Porém, o centro de compras mais completo de Miami continua sendo o Aventura Mall. Não é à toa que é o segundo mais visitado dos Estados Unidos, o quinto maior do país com filiais gigantescas das lojas de departamento Bloomingdale’s, Macy’s e Sears.

Já o Design District, ao Norte de Downtown, está passando por uma transformação fashion com a chegada de grandes nomes como Armani, Cartier e Louis Vuitton. Outra dica na região é a En Avance, uma butique multimarcas que reúne grifes como Issa London, Isabel Marant e e Barbara Bui. Quem estiver por lá deve aproveitar para almoçar no Michael’s Genuine Food, bistrô comandado por um dos melhores chefs da cidade.

Outlets

Boa parte da fama de Miami como paraíso das compras deve-se aos seus outlets. Mas eles não ficam em Miami, e sim nas cidades vizinhas. No entanto, o acesso até eles é fácil – pode-se ir de carro, ônibus, trem e van.

Quem prefere a variedade e os precinhos camaradas dos outlets, a dica recai sobre o Sawgrass Mills, que é o maior e mais visitado deles, a cerca de 50 quilômetros de Miami, nos subúrbios de Fort Lauderdale, e conta com 350 lojas. O Dolphin Mall tem a vantagem de estar um pouco mais perto do centro de Miami, a cerca de 8 quilômetros do aeroporto. São 240 opções de lojas, com marcas como Polo Ralph Lauren, Banana Republic, Tommy Hilfiger, todas com grandes descontos. A 30 minutos de Miami há também uma filial do Outlets Prime com lojas espalhadas em uma área aberta.


Roteiro Sofisticado

Mas, para quem já vai a Miami com frequência, as dicas ficam no setor de restaurantes. Uma indicação do empresário amazonense Eduardo Brandão é o Juvia, único rooftop restaurant de Miami com DJ na área externa, de onde se tem uma bela vista de South Beach e Downtown. A reserva é concorrida, mas tem a vantagen de ficar aberto até 1h da manhã ou mais tarde, o que é difícil em Miami, lugar onde as cozinhas fecham cedo. O Zuma, segundo Brandão, “é über hype” também, pois pode-se chegar de carro ou private yacht. “O private dining é uma opção para um grupo maior, pois tem área exclusiva e serviço exclusivo”, observa. Foi onde ele comemorou o último aniversário.


Outra dica bacana é o Milos, localizado ao Sul de Miami Beach, um restaurante novo que já se tornou um dos mais badalados da cidade e é opção sofisticada para quem gosta da cozinha grega. O restaurante é belamente decorado, com duas salas principais e um terraço, mas é o bar animado e o freezer – onde peixes e frutos do mar, importados diariamente do Mediterrâneo, ficam expostos – que chamam atenção. Ali você escolhe o peixe ou fruto do mar que quer comer.