Publicidade
Entretenimento
8 A 10 DE SETEMBRO

Vivá Cia de Dança apresenta espetáculo baseado em obra de Dorival Caymmi

Convidada para a abertura do Festival, a premiada Vivá Cia. de Dança, do coreógrafo amazonense Carlos Fontinelle, apresentará montagem ‘Sobre as ondas do mar’ no 7º Festival Amazonas de Dança 04/09/2017 às 16:50
Show dan a
Foto: Divulgação
acritica.com* Manaus (AM)

O mar é o cenário poético das questões que perpassam a vida dos personagens no espetáculo “Sobre as ondas do mar”, da premiada Vivá Cia. de Dança (RJ), a ser encenado na noite de abertura do 7º Festival Amazonas de Dança, nesta sexta-feira (8), a partir das 20h, no Teatro Amazonas, com entrada franca e classificação livre.

O evento segue até o dia 10 de setembro vai reunir montagens locais de temáticas e linguagens diversas, como dança contemporânea, performance e intervenção, no Teatro Amazonas e no Largo de São Sebastião, sob a realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), em parceria com o Fórum de Dança do Amazonas.

Sob a execução da Vivá Cia de Dança, do coreógrafo amazonense Carlos Fontinelle e inspirada na obra do músico baiano Dorival Caymmi, o espetáculo de abertura do Festival se baseia nas expectativas, na submissão, nos desejos e no amor como fluxo das ondas do mar. A concepção da coreografia foi pensada no movimento do corpo e na capacidade humana de se lançar e voltar atrás em seus sentimentos, de se encher e se esvaziar, marejar como esse mesmo fluxo, de forma contínua e viva, como as águas do mar.

Fontinelle será também um dos homenageados do 7º Festival Amazonas de Dança e se diz ansioso para a apresentação no Teatro Amazonas. “Não vejo a hora de poder dividir isto tudo!”, declara o coreógrafo, que se apresentará pela primeira vez no palco ícone da cultura no Amazonas.

“Estou muito feliz em poder fazer uma apresentação no Teatro Amazonas, junto com a Vivá, que, como o nome já diz em Tupi, ‘é forte como a natureza’. Minha emoção é sem medida! Estou, talvez, mais nervoso do que quando me apresentei no evento da Copa do Mundo, no Maracanã, pois, na plateia, estará toda minha família: minha mãe, avós, irmã, tios, primos. Já pensou? Acho que muitos deles nunca estiveram no Teatro Amazonas”, relatou o coreógrafo, contagiado.

Para Fontinelle, será também um momento especial poder participar do Festival Amazonas de Dança, evento importante para o fomento da classe artística no Estado. Segundo ele, o público vai poder assistir “a um espetáculo com uma narrativa que tem começo, meio e fim, com composições de Dorival Caymmi no repertório, tendo à frente a música ‘O Mar’ e com uma mistura de canto, teatro e muita dança contemporânea”, finalizou.

“Sobre as ondas do mar” é um espetáculo de dança contemporânea e música ao vivo com classificação indicativa para todas as idades. Direção, concepção e coreografia: Carlos Fontinelle; roteiro e textos: André Sigom; bailarinos/interpretes: Diego Endrigo, Luana Barros, Gabriela Mattos, Joane Mota, Carlos Fontinelle e Erick Simões; cantores/atores: André Sigom e Gisele Leal; músico convidado: Thiago Garcia; trilha sonora: Bruno Costa; direção de produção: Cláudia Bueno; fotografia: Wendel Mourige.

Vivá Cia de Dança

Concebida em 2012, apresenta uma identidade mais concisa, defendendo conceitos de movimento e estética. Tem como proposta o desenvolvimento de trabalhos onde o público sinta a emoção do corpo na simplicidade da dança, com dois programas de montagem: o Projeto “Show de Aula” e o “Programa Principal”. Com repertório variado, circula com seus trabalhos em mostras, curtas temporadas e intervenções artísticas urbanas, levando a dança a lugares inusitados do cotidiano da cidade.

Carlos Fontinelle

Com uma trajetória que iniciou nos palcos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, nos cursos de Teatro e Dança, hoje, o amazonense coleciona uma vasta experiência na dança, sempre procurando crescer ainda na mais profissão que escolheu trilhar, por meio da participação em diversos seminários, workshops e festivais de dança.

Bailarino formado pela escola de dança Alice Arja, no Rio de Janeiro, com especialização nas modalidades Jazz, Musicais e Dança Contemporânea, Fontinelle, hoje é artista premiado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, com o espetáculo “Flores”, em 2012.

Já integrou o corpo de baile da Rede Globo em programas e musicais e já atuou como coreógrafo/coach no quadro “Artista Completão”, do programa Domingão do Faustão, em 2014, além de ter trabalhado com artistas como Deborah Colker, Jaime Sierra, Silvio Lembruber, dentre outros, além dos diretores Jorge Fernando, Cininha de Paula e Ulysses Cruz.

Atualmente, é diretor artístico do projeto social “Bora Dançar” para crianças de comunidades situradas em Teresópolis (RJ), patrocinado pelo SESC.

7º Festival Amazonas de Dança

A programação da sétima edição do Festival Amazonas de Dança reúne dez montagens do circuito local em sua Mostra Principal, a ser realizada no Teatro Amazonas, ao longo das três noites do evento. As apresentações terão audiodescrição para cegos, e as cerimônias de abertura e de encerramento terão tradução em libras para surdos. Já a Mostra Paralela do evento acontecerá no Largo de São Sebastião, reunindo seis apresentações nos dias 9 e 10 de setembro.

Ao lado das montagens selecionadas pela Comissão Curadora, o Teatro Amazonas e o Largo de São Sebastião irão receber ainda apresentações do Corpo de Dança do Amazonas e de seu Balé Experimental, e dos alunos do Núcleo de Dança do Liceu Claudio Santoro.

Complementando a agenda do festival, a programação acadêmica vai oferecer oficinas gratuitas voltadas para profissionais e estudantes de Dança nos dias 8 e 9 de setembro. A agenda inclui oficinas de Ballet Clássico e de Dança Contemporânea, ambas ministradas pelo bailarino, coreógrafo e educador, Marcos Veniciu, também homenageado do evento. Outra é a oficina de Composição Coreográfica, ministrada pelo bailarino, coreógrafo e produtor, Rui Moreira.

Realizado desde 2009, em parceria com a Associação de Profissionais de Dança do Amazonas (Aprodam), o Festival Amazonas de Dança busca abrir espaço para as diferentes leituras da dança contemporânea, valorizando atividades que mostram a autenticidade da expressão de nossos artistas na capital e no interior do Estado. O evento visa contribuir para a formação, o intercâmbio e o aprimoramento técnico e artístico, além da promoção da agenda cultural no Amazonas.

Serviço: 7º Festival Amazonas de Dança
Locais:
 Teatro Amazonas, avenida Eduardo Ribeiro, 659, Centro; Largo de São Sebastião, Centro; e Ideal Clube, avenida Eduardo Ribeiro, 937, Centro
Data/hora: Mostra Principal de 8 a 10 de setembro, sempre às 20h (TA); Mostra Paralela nos dias 9 e 10 de setembro, a partir das 17h30 (Largo de São Sebastião); e Programação Acadêmica nos dias 8 e 9 de setembro, sempre das 15h às 17h (Ideal Clube)
Entrada: Gratuita; audiodescrição gratuita para pessoas com deficiência visual
Informações: (92) 3232-1768

*Com informações da assessoria de imprensa