Publicidade
Especiais
Especiais

Artista plástico Juarez Lima retorna ao bumbá azul

Com mais de 30 anos de serviços prestados ao Caprichoso, o artista plástico e cenógrafo Juarez  Lima resolveu dar um tempo no Boi 25/06/2012 às 14:49
Show 1
Artista plástico Juarez Lima retorna ao azul
Artur César Parintins (AM)

Com mais de 30 anos de serviços prestados ao Caprichoso, o artista plástico e cenógrafo Juarez  Lima resolveu dar um tempo no Boi. O afastamento durou apenas um ano e agora ele retorna com força total ao Azul. É dele a alegoria que abre o Festival para o Diamante Negro, uma alusão ao tema “Viva a Cultura Popular”.“Trata-se de um retrato das grandes forças que regem a nossa cultura”, despista Juarez sobre a obra.

Sobre o período em que ficou longe do azulado, ele diz que cada pessoa tem o direito de ter o seu tempo para pensar. No seu caso, o anúncio para o início desse prazo veio com um “milagre”. Isso porque ele conta que durante o último festival que participou, em 2010, uma de suas alegorias deu problema na hora de ir para o Bumbódromo. “Pedi para Deus para que ela entrasse na arena e desse tudo certo. Caso isso acontecesse, eu prometi que aquele seria o meu último ano na festa. Minha alegoria não só foi ovaciona como conduziu o título do Caprichoso”, recorda. O retorno, segundo ele, também acontece com as bênçãos do Divino.

“Na época da minha saída especularam várias coisas, dizendo que eu estava desgostoso com o Boi, que não queria apoiar  a Márcia (Baranda) ou o Rossy (Amoedo). Não teve nada disso. Tratou-se de uma questão espiritual”, afirma o artista plástico. Nesse interim, ele pode ter uma visão mais ampla sobre o trabalho dos dois bois e trazer ensinamentos para sua própria atuação. Como ele gosta de falar, ele está ressurgindo no Boi. Seja bem vindo Juarez!