Publicidade
Especiais
Especiais

Bois apostam tudo no terceiro dia de festival

O Boi Caprichoso abre a última noite do Festival Folclórico de Parintins na noite deste domingo para fechar o terceiro ato do tema “Viva a cultura popular!”. A “Tradição da Amazônia” será o terceiro e último ato do Boi Garantido, dentro do tema geral “Tradição”, no encerramento de hoje do 47º Festival Folclórico de Parintins, a partir das 23h 01/07/2012 às 15:16
Show 1
Bois entram com tudo na última noite do Festival
Paulo André Nunes e Artur César Parintins (AM)

O Boi Caprichoso abre a última noite do Festival Folclórico de Parintins na noite deste domingo para fechar o terceiro ato do tema “Viva a cultura popular!”. O Azul entra na arena do Bumbódromo apostando na exaltação do modo de ser do povo parintinense para impedir o bicampeonato do contrário. Para completar a viagem iniciada na última sexta-feira através da diversidade cultural do brasileiro, o bumbá defende o subtema “Parintins de tantos       valores”, mostrando na arena o porque da criatividade do morador da Ilha Tupinambarana ter ganhado o mundo.

O homem que tem no sangue o poder transformador vem para o palco da ópera folclórica, representado em figuras típicas como o artesão caboclo que, por sua sabedoria ancestral, vive em harmonia com a natureza. Em uma alegoria cuja a criação ficou sob a responsabilidade do artista Jair Mendes, o Caprichoso mostra o trabalho daqueles que extraem da floresta a matéria-prima para a sua sobrevivência.

Na lenda amazônica, é a vez de outro premiado nome do Boi contar a história da Tapiraiauara. Emerson Brasil preparou uma imensa alegoria para retratar o ser fantástico protetor dos animais aquáticos.

Garantido

A “Tradição da Amazônia” será o terceiro e último ato do Boi Garantido, dentro do tema geral “Tradição”, no encerramento de hoje do 47º Festival Folclórico de Parintins, a partir das 23h. O boi busca o bicampeonato. A identidade do Garantido com a Amazônia vem sendo retratada, como forma de conscientização popular, há cerca de dez anos, visando difundir o ideal ambientalista entre os povos amazônicos por meio do festival.

Impactante, a alegoria da lenda amazônica promete arrepios. Bastante esperada, ela vai trazer “Yara – A Sedutora das Águas”, do artista Antônio Cansanção e equipe. Na celebração folclórica, será a vez do “Auto do Boi”, com a alegoria confeccionada por Amarildo Teixeira e equipe. “O Caboclo da Amazônia” será o personagem da figura típica regional, em estrutura alegórica confeccionada pelo artista  Ito Teixeira e sua equipe.

O Garantido encerra o festival com o ritual “Xikrin”, em mais uma alegoria gigantesca do artista Zilcson Reis e equipe.