Publicidade
Especiais
Especiais

Bumbás têm repasse reduzido por conta da transmissão da Band

O corte, proporcional, foi feito após a Band anunciar que não transmitirá mais ao vivo as três noites do Festival. O Ministério Público Estadual (MPE-AM) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) foram chamados para ajudar a calcular o valor, que passou de R$ 2,5 milhão para R$ 1,6 milhão 25/06/2012 às 14:47
Show 1
Os bois Caprichoso e Garantido fazem a festa no no 47º Festival Folclórico de Parintins
acritica.com Parintins (AM)

O Governo do Estado decidiu cortar parte do repasse de R$ 2,5 milhões feito à TV Bandeirantes por conta da transmissão do 47º Festival Folclórico de Parintins, que acontece nos dias 29, 30 e 1º de julho. Até amanhã, o contrato entre a AmazonasTur e a emissora de TV será alterado para contemplar o pagamento de somente R$ 1,6 milhão.

O corte foi feito após a Band anunciar que não transmitiria mais ao vivo as três noites do Festival. O Ministério Público Estadual (MPE-AM) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) foram chamados para ajudar a calcular o novo valor, que segundo o Governo é proporcional à quantidade de noites e cidades que para as quais a emissora manterá a transmissão ao vivo.

No início deste mês, a Band decidiu que não vai mais transmitir ao vivo o Festival Folclórico nas três noites para todo o país. A TV informou que só irá transmitir um dia para todo o país e as três noites a todo o Estado. O contrato firmado entre a emissora e o governo prevê que a transmissão seja feita ao vivo nas três noites para todo o país.

Com a decisão, o governo deixará de repassar os R$ 2,5 milhões por conta da “quebra no contrato”. Desse total, só serão repassados R$ 1,6 milhão referente aos serviços realizados. A ordem do recálculo foi dada pelo governador Omar Aziz.

A alteração no contrato deve ser feita até a terça-feira, dia 26. O repasse da verba para a emissora deve ser feito antes do primeiro dia das apresentações dos bumbás.

Contrato

Em 2008, a TV Bandeirantes venceu o processo de licitação estadual para obter os direitos de transmissão do festival, para um período de cinco anos. 2012 é o ultimo ano desse contrato.

A justificativa dada pela emissora para não transmitir para todo o país é que a TV não quer tirar o horário do jornal da Band, na sexta e o programa Pânico, aos domingos. Ambos os programas são exibidos no mesmo horário da transmissão da festa folclórica.

Veja nesta terça-feira (26/06) mais informações no jornal A Crítica.