Publicidade
Especiais
Especiais

Camilo perde bronze para bicampeão mundial, fica sem medalha pela 1ª vez e sai chorando

Minutos depois de perder a chance de levar o ouro, o judoca paulista não resistiu ao grego bicampeão mundial Ilias Iliadis, que venceu o combate por um yuko e deixou o Camilo aos prantos 01/08/2012 às 12:23
Show 1
Tiago Camilo foi derrotado na disputa do bronze da categoria até 90 kg pelo grego Ilias Iliadis e sai de Londres sem medalha
Uol/ Esporte ---

Tiago Camilo disputou o bronze da categoria até 90 kg com a chance de se tornar o brasileiro com mais medalhas no judô olímpico, mas não conseguiu seu objetivo e sairá dos Jogos Olímpicos pela primeira vez sem medalha. Minutos depois de perder a chance de levar o ouro, o judoca paulista não resistiu ao grego bicampeão mundial Ilias Iliadis, que venceu o combate por um yuko e deixou o Camilo aos prantos.  

"Eu dei o meu máximo. Estou bastante abalado. É a primeira vez que eu saio sem medalhas e é difícil", disse Tiago, primeiro foi à área reservada aos atletas recuperar-se para só depois conversar com a imprensa. O judoca creditou a derrota a um erro que cometeu, não deu nenhum tipo de desculpas e também descartou ter sentido qualquer tipo de pressão no momento de sua luta contra o grego Ilias Iliadis. Ney Wilson, coordenador-técnico da seleção brasileira, entendeu que o pupilo não teve tempo suficiente de recuperar-se da primeira derrota.

"O Tiago é um atleta que entra para ganhar, e precisa de um tempo para recuperar-se depois de uma derrota. E contra o grego ele não teve esse tempo, porque as lutas são muito próximos umas das outras", disse o dirigente. 

Diante de Iliadis, o combate foi disputado, e o brasileiro até começou com certa superioridade. Ele teve duas chances para derrubar o grego, que se defendeu bem e aos poucos se achou na luta. Faltando 1min50s, Tiago tomou advertência por falta de combatividade e, com uma segunda punição faltando 35 segundos, foi derrotado com um yuko.

Com a derrota, Camilo é o primeiro brasileiro a perder uma disputa por bronze olímpico desde 1996, com Sebastian Pereira. Ele também perdeu a chance de se tornar o único brasileiro da história a ir ao pódio olímpico do judô pela terceira vez. Antes de Londres, ele tinha ganho a prata em Sydney-2000 e o bronze em Pequim-2008.

Só que o rival na briga pelas medalhas era dos mais duros. Campeão olímpico em 2004, Ilias Iliadis venceu os dois últimos Mundiais e é o líder do ranking mundial. Os dois já tinham lutado entre si em três oportunidades, e o brasileiro havia vencido apenas uma.

A derrota repete o sentimento ruim com o qual Tiago Camilo deixou a China há quatro anos. Apesar do bronze, na ocasião ele era o grande favorito da categoria até 81 kg, mas caiu diante do alemão Ole Bischof, que viria a ser campeão na categoria.  

O fim do dia sem medalhas contrasta com a manhã iluminada que Camilo teve em Londres. Ele venceu as suas duas primeiras lutas por ippon, contra o ucraniano Roman Gontiuk e o italiano Roberto Meloni. Na terceira, fez um combate um pouco mais duro com o uzbeque Dilshod Choriev, mas ganhou por um yuko e animou toda a torcida brasileira presente no ginásio. Seu declínio veio diante do sul-coreano Dae Nam-Song, que surpreendeu o brasileiro com um wazari logo no começo da luta e o relegou à disputa do bronze, que acabou não vindo.