Publicidade
Especiais
Especiais

Caprichoso mostra ousadia em primeira noite de Festival de Parintins (AM)

O boi azul e branco emocionou a galera mostrando diferentes raças e culturas do Brasil com alegorias gigantes 30/06/2012 às 02:30
Show 1
Caprichoso encerra a primeira noite do festival
Mariana Lima Parintins (AM)

Alegorias gigantescas, cheias de movimentos e acompanhada de bailarinos, além de itens chegando de guindaste dentro do Bumbódromo, marcou a primeira apresentação do boi Caprichoso na noite desta sexta-feira (29).

O levantador de toadas, David Assayag, que normalmente entra na Arena com acompanhante devido a sua deficiência visual, marcou a abertura da apresentação do boi azul e branco descendo de um guindaste no meio da Arena. David emocionou a galera cantando a toada escrita em sua homenagem “Sensibilidade”.


A primeira alegoria, formada por bonecos gigantes que homenageava tribos indígenas, os negros e Luiz Gonzaga, trouxe duas itens femininos: Sinhazinha da Fazenda, Thainá Valente, e a Porta-estandarte Jeane Benoliel.

A Rainha do Folclore, Brena Dianá, surgiu na arena dentro de uma alegoria representada pelo Curupira. O boneco mexia além dos olhos e a boca, os braços e pernas.


O auge da noite se deu na última alegoria do Caprichoso, onde um carro gigante representava o pesadelo do pajé, Waldir Santana, em que ele era devorado por um monstro que arrancava cabeças. A última alegoria contou ainda com a ajuda de bailarinos que reforçava a ideia de movimento.

Neste sábado (30), o Caprichoso volta a ser o segundo a se apresentar.