Publicidade
Especiais
Especiais

Caprichoso vence o 47º Festival Folclórico de Parintins

O Caprichoso foi campeão com 1258,9 pontos contra 1257,1 do Garantindo. O Touro Negro venceu a disputa com apenas 1,8 pontos de diferença 02/07/2012 às 19:55
Show 1
Galera do boi azul na última noite do festival
PAULO ANDRÉ SANTOS PARINTINS, AM

Com o tema “Viva a Cultura Popular” o Boi Caprichoso é o campeão do 47º Festival Folclórico de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus). Durante a apuração das notas dos três dias do evento o Diamante Negro somou 1.258,9 e foi superior ao “contrário” Garantido, que apresentou na arena a temática “Tradição” e atingiu 1.257,1 (diferença de 1,8 ponto). O Azul da Francesa e dos Palmares foi melhor também em galera (60 a 59,7), vencendo uma noite e empatando as outras duas. Este é o 20º título do boi bumbá.

 Com o troféu nas mãos, a presidente do Caprichoso Márcia Baranda, o levantador de toadas David Assayag e o apresentador Júnior Paulain, conduziram uma multidão azul e branca que saiu do Bumbódromo e seguiu em carreata pelas ruas do lado azul da cidade, até chegar no Curral Zeca Xibelão, para alegria de outros milhares de azulados.

 A toada de mesmo nome do bumbá foi uma das executadas em Manaus e neste festival de Parintins, com versos marcantes  como “Viva a Cultura Popular / Viva o Boi de Parintins / Viva o Folclore Brasileiro”.

 “Viva a cultura popular, viva o Caprichoso. A partir desta terça-feira já começaremos os trabalhos para o próximo ano, no nosso centenário”, disse a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda, antes de receber o troféu de campeão do Festival de Parintins.

 Na primeira noite de apresentação (29), o Azul venceu por apenas 3 décimos – 419,6 pontos contra 419,3, com a galeras empatando em 20 a 20.  Na segunda noite, o Caprichoso voltou a ser melhor com 419,5 a 419,1, aumentando a diferença para 7 décimos e vencendo também na melhor torcida da noite. Na última noite dos bumbás, o campeão fez 419,8 contra 418,7, ratificando sua condição de campeão com 1,8 ponto de vantagem sobre o maior rival.

Individuais
No total geral por itens individuais, segundo os jurados o Caprichoso foi melhor sobre o Garantido em nada menos do que sete dos 21 itens em julgamento: Organização do Conjunto Folclórico, Galera, Tuxauas, Amo do Boi, Boi-Bumbá  Evolução, Cunhã-Poranga e Pajé.

Nos individuais, o Garantido só conseguiu vencer com a Rainha do Folclore Patricia de Góes, que somou 59,8 pontos contra 59,7 de Brena Dianá, do Caprichoso.Na esperada disputa entre a estreante porta-estandarte Jeane Benoliel, do Caprichoso e a do Garantido, Rassa Barros, houve empate.

Houve empate no cômputo geral de Batucada/Marujada, Coreografia, Tribos Indígenas, Vaqueirada, Apresentador, Levantador de Toadas, Porta-Estandarte e Sinhazinha da Fazenda.

 Cerca de 500 torcedores das duas associações folclóricas compareceram, ontem, às arquibancadas do Bumbódromo de Parintins para acompanhar a apuração das notas dos nove jurados do Festival da Ilha Tupinambarana.

Felizmente não ocorreram incidentes, apesar do clima acirrado que se formou, desde o último domingo, com o misterioso corte dos cabos de energia que fazem a alimentação para as alegorias do Boi Garantido.

InvestigaçãoO corte nos cabos do Bumbódromo, que pertenciam ao Garantido, está sendo investigado pela Polícia Civil por meio de inquérito. Os trabalhos estão sendo conduzidos pelo delegado João Neto, e a investigação está nas fases de oitivas.

A investigação começou ainda na madrugada de ontem, no próprio Bumbódromo, com a perícia técnica da Polícia Civil colhendo as primeiras amostras.

Ontem, após encontro realizado com o secretário de Cultura Robério Braga, os presidentes de Garantido e Caprichoso se eximiram de qualquer responsabilidade sobre o ocorrido e, declarando o intuio de preservar a credibilidade e lisura do Festival Folclórico decidiram afastar temporariamente, até a conclusão do inquérito policial já instaurado, as empresas responsáveis pela montagem dos equipamentos de iluminação.

Confira a tabela completa dos itens julgados aqui.