Publicidade
Especiais
Especiais

Detran-AM apreende 30 veículos em dois dias de fiscalização em Parintins

Segundo o coordenador da operação de trânsito, Wendell Menezes, as equipes do Detran-AM intensificaram o trabalho nas ruas e estradas. Barreiras foram montadas nas vias com grande circulação de veículos 25/06/2012 às 20:55
Show 1
O coordenador da operação do Detran-AM destacou que o órgão possui um posto funcionando na cidade e que as irregularidades não podem ser justificadas por conta do município ser uma cidade pequena
acritica.com Parintins

A falta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foi a principal irregularidade identificada pelos agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), em Parintins, nos primeiros dois dias da operação “Trânsito Seguro”, que ocorre em razão do 47º Festival Folclórico do município (a 369 quilômetros de Manaus). No domingo (24), dez condutores foram autuados e quatro veículos recolhidos para o quartel da Polícia Militar por descumprimento a leis de trânsito. Nesta segunda-feira, mais 26 veículos, a maioria motos, foram apreendidos.

Segundo o coordenador da operação de trânsito, Wendell Menezes, as equipes do Detran-AM intensificaram o trabalho nas ruas e estradas. Barreiras foram montadas nas vias com grande circulação de veículos. Uma barreira fixa foi montada na estrada que dá acesso ao Complexo de Esporte e Lazer do Canta Galo – balneário na orla do município que recebe grande fluxo de visitantes.

Menezes adiantou que o Detran-AM deverá agir de maneira integrada com a Polícia Civil para identificar se os veículos que estão circulando sem emplacamento pelo município são furtados.

“A fiscalização é completa. No primeiro dia, identificamos mais de dezoito tipos de infração. A maioria dos casos é de pessoas sem habilitação. Das dez autuações, seis foram devido a falta de CNH. Constatamos também algumas pessoas menores conduzindo veículos e pessoas andando sem a habilitação e o documento do veículo”, disse.

No segundo dia da operação ‘Trânsito Seguro’ em Parintins, o Detran-AM apreendeu 26 veículos, a maioria motos. As barreiras de fiscalização foram montadas na Avenida Amazonas, principal da cidade, e na estrada que dá acesso ao Aeroporto Júlio Belém.

O autônomo Gleidson de Souza, 31, conduzia uma moto sem placa quando foi parado em uma barreira do Detran-AM. Ele alega que comprou o veículo há três semanas e ainda estava preparando a documentação. “Eu ia dar entrada hoje na placa, mas não deu tempo”, disse.

A cabeleireira Hilma da Silva também parou na fiscalização. Ela estava de carona na moto conduzida por uma pessoa sem CNH. “Que o Detran continue o trabalho. É muito bom porque a cidade fica muito agitada. É muita gente de fora”, afirmou.

O coordenador da operação do Detran-AM destacou que o órgão possui um posto funcionando na cidade e que as irregularidades não podem ser justificadas por conta do município ser uma cidade pequena. “Estamos presentes o ano inteiro em Parintins. Temos um posto aqui. Então não justifica o veículo não estar emplacado, dirigir sem habilitação. Muitos alegam questão financeira, mas é uma exigência legal que precisa ser cumprida, principalmente porque ela dá maior segurança às pessoas”, ponderou.

Além de carros e motos, o trânsito nas ruas de Parintins é compartilhado com bicicletas, triciclos e carroças puxadas por animais, o que deixa o trânsito conturbado. Por isso, o órgão também vai investir no trabalho de educação no trânsito. “O que pedimos e vamos orientar a todos os usuários é que obedeçam a legislação para maior segurança. Nosso foco maior é não ter acidentes com vítima fatal durante o período do Festival Folclórico”, destacou Menezes.

Operação Trânsito Seguro

Mais de trinta servidores do Detran-AM, entre agentes do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito e da Gerência de Educação, estão mobilizados em Parintins para a operação ‘Trânsito Seguro’, que ocorre até a segunda-feira (2 de julho).

Na área de educação, a partir de quinta-feira (28) serão realizadas palestras nas associações de mototaxistas e taxistas de Parintins, a distribuição do material educativo e divulgação nos meios de comunicação, especialmente as emissoras de rádio locais, orientando sobre o comportamento adequado de condutores e pedestres para que se tenha um trânsito seguro. A ação complementa o trabalho iniciado em março pelo órgão.

Este ano, os comerciantes farão parte da campanha e vão afixar cartazes com orientações sobre o uso de capacetes, da lei seca, do cinto de segurança e da obrigatoriedade da Carteira Nacional de Habilitação e demais documentos obrigatórios do veículo. Os agentes municipais de trânsito foram treinados para orientar motoristas e pedestres.